Home | Bebê e Infantil | Introdução alimentar BLW: conheça

Introdução alimentar BLW: conheça

Método de introdução alimentar BLW

O nome parece complicado, mas o método de introdução alimentar BLW (em inglês Baby led weaning – que significa “desmame guiado pelo bebê) vem fazendo cada vez mais parte do cotidiano de introdução alimentar (IA) das famílias. E na verdade, este tipo de IA não é novidade: o método consiste em deixar que o bebê controle sua alimentação. Os pais deixam os alimentos cortados à disposição do bebê e ele leva à boca. Provavelmente em algum momento seus pais fizeram isso com você. A diferença é que não há a oferta da tradicional papinha. Conheça mais sobre o método!

Introdução alimentar participativa

Um dos principais pilares da introdução alimentar BLW é deixar que o bebê faça suas próprias escolhas, a partir da oferta de alimentos feita pelos pais – preferencialmente o alimento em sua forma natural, cortado em pedaços não muito grandes e nem pequenos demais, de forma que o bebê consiga manipulá-los facilmente. O momento das refeições deve ser feito em família, com o bebê no cadeirão junto com a família na mesa.

Bastões de cenoura cozida,  ramos de brócolis, banana cortada ao meio… Notou que além da forma em que os alimentos são oferecidos, o que é oferecido é muito importante? Este é um outro ponto positivo para o BLW – o método privilegia a alimentação natural.

O BLW serve para todos os bebês?

A partir do sexto mês, o bebê normalmente já tem facilidade para pegar objetos com as mãos e levá-los à boca, senta-se e passa a ter interesse pelo que os pais comem. E dessa forma, a IA já pode ser iniciada (sempre guiada por um nutricionista e o pediatra). Se for necessário levar o alimento à boca do bebê – porque ele não consegue ainda fazê-lo sozinho -, então não estaria na hora de iniciar o método. Note que a principal característica é deixar o bebê a vontade com o alimento, ele controla a ingestão durante suas refeições. Experimentar legumes e frutas, brincar com eles, deixá-los cair no chão (e fazer alguma sujeira com isso!) faz parte do processo.

Mas o bebê não vai engasgar?

O risco do bebê engasgar existirá independente do tipo de introdução alimentar, seja o BLW ou a tradicional papinha. Para garantir segurança ao bebê, é importante deixá-lo sentado ereto, além disso, há um cuidado especial com alimentos pequenos e redondos, como uvas ou tomate-cereja: corte ao meio, no sentido do comprimento, para poder evitar o risco de engasgue. E claro, supervisionar todas as refeições.

Gostou do BLW?

Se está chegando a hora da introdução alimentar por aí, vale a pena buscar informações primeiramente com um nutricionista e com o pediatra do seu baby, mas na rede há bons conteúdos sobre o BLW e introdução alimentar participativa. O site Tá na Hora do Papá traz dicas sobre a combinação de métodos de introdução alimentar (útil para pais que trabalham fora e deixam bebês na escolinha que opta pelo método tradicional de IA) e receitas para o BLW. O site Pediatria Descomplicada traz o ponto de vista de uma pediatra sobre o assunto. E para quem busca relatos sobre o BLW há um grupo no Facebook com trocas de experiências de pais que optaram pelo método.

babadorBabadores aventais: Crafts by Luciana Seixas, D*Miranda, Ponto e Fio, So Artes

E já que a sujeira vai rolar…

Algumas boas dicas para deixar a introdução alimentar BLW mais divertida (e menos estressante para quem for limpar a bagunça depois!): sente o bebê no cadeirão; não utilize pratos no começo (deixe os alimentos na bandeja do cadeirão mesmo); forre o chão com um plástico e abuse dos babadores! Os modelos avental são boas opções, e no Elo7 tem!

 Imagens: Really Risa