Home | Negócio Criativo | Lu Gastal: alimente a sua imaginação

Lu Gastal: alimente a sua imaginação

Lu Gastal: Inspiração!

Respirar, pensar, trabalhar com criatividade é gostoso, não é? Eu adoro! E quando bate aquela “solidão”, e entramos num ciclo de secura de inspirações, o que fazer? Onde buscar fôlego sem sentir culpa em estar “plagiando” as criações alheias?

Essa é uma dúvida que certamente ronda o pensamento de quem “cria”, mesmo que momentaneamente. Ter dias altamente criativos é uma injeção de ânimo diretamente nas veias – parece que o corpo obedece à mente e as criações ganham formas e cores. Mas o que fazer quando os dias ficam menos coloridos, mais cinzentos, e nossa criatividade parece ter nos abandonado?

Momento de desespero, dirão algumas de vocês… mas peraí! Será que não precisamos também nos permitir “momentos off”? Cairá bem um tempinho (mesmo que forçado) para o simples exercício de inspirar-expirar, deixando o tempo correr livremente!

Confesso a vocês, não são incomuns essas minhas pausas forçadas, e elas bem que me preocupam! Parece que às vezes acordo numa solidão tão intensa, capaz de me convencer que a criatividade me abandonou. O que fazer? Será um pré aviso de que uma “depressão criativa” é iminente? O segredo é desencanar, ligar o botãozinho “temporariamente desligada” e seguir adiante. Keep calm and respire fundo!

Façamos o seguinte exercício de raciocínio: pelos quatro cantos do mundo, há muita gente criativa trabalhando com técnicas semelhantes às que gostamos. Contando que cada artesão/designer/artista tem seu ciclo de “respirar fundo”, jamais esses momentos de pausa se encontrarão, o que significa dizer que sempre haverá muita inspiração, muitas ideias e sugestões, à nossa total disposição! Se nossa mente pedir um tempo, porque não lhe proporcionar esse cuidado?

Eu sei, eu sei… às vezes parece que estamos sozinhas no meio do mato, sem saber pra que lado ir. Mas muita calma nessa hora! Pesquisar, inspirar ou simplesmente observar são fatores extremamente importantes no dia-a-dia de quem trabalha com criação. Ousarei afirmar mais: são importantes exercícios! Absorver informações é cultura. Reciclar imagens e ideias é necessário e faz bem!

Atire a primeira pedra quem não gosta de “viajar” por sites e blogs mundo afora, aliás, não é uma delícia viajar sem sair de casa? Olha que privilégio que os tempos modernos nos presentearam!

Lu Gastal: Inspiração

Existem também muitas revistas, livros e publicações impressas com uma verdadeira avalanche de ideias, com as gringas Marie Claire Idées, Simply HomeMade, Mollie Makes e a nossa brasileiríssima Make – ideais para serem exaustivamente folheadas, perfeitas para nos devolver a energia e aguçar a inspiração. Se há tantos recursos disponíveis ao nosso alcance, por que não usá-los?

É importante pesquisar, estudar, analisar o que está acontecendo no mercado artesanal mundial. Acompanhar tendências valoriza qualquer atividade profissional, e conosco não será diferente. Há muitas ideias que podem ser transformadas, readaptadas ao material que temos disponível, o que não significa dizer que devemos abandonar nossas características próprias! Seguir nosso estilo é muito importante, e esse detalhe é que será o diferencial do seu trabalho! Seja no capricho, nos detalhes ou no acabamento.

Portanto, dê pausas para suas mãos, e deixe a imaginação passear sem limites! Permita-se, respire fundo e não se desespere – a gente também precisa reciclar informações e inspirações! É válida toda e qualquer inspiração, o que não significa dizer que é permitido sair por aí “patrolando” todos os trabalhos alheios e “relançando-os” como se nossos fossem! Créditos são sempre bem-vindos, e valorizam o trabalho de quem nos inspira. Afinal, educação e bons hábitos não fazem mal a ninguém! (boa pauta para nosso próximo encontro, que acham?)

Ah, e gostaram do pôster “keep calm”? Tem um gerador online gratuito, vá lá e faça o seu cartaz para decorar seu ateliê! ;)  Link aqui.

Sobre Lu Gastal

Mãe coruja, blogueira e dona do seu próprio negócio criativo, Lu Gastal não dá ponto sem nó. ↵↵Apaixonada por patchwork, quilting, tecidos coloridos e bonecas de pano, escreve um blog pessoal sobre todas as dores e delícias de empreender criativamente.↵↵

Veja mais posts deste autor.

8 comentários

  1. Muito bom !
    Realmente ninguém vive criando o tempo todo,muitas vezes folear revistas para buscar inspiração é uma maravilhosa opção,de repente não copiamos nada mas dá um novo ânimo para voltar a tona com todo fôlego,sem falar nesses sites lá de fora…maravilhosos,agente até sonha que está fazendo tudo aquilo !! rsrsrsr
    Costumo dizer que nada se cria ,tudo se copia ,mas se havemos de copiar que seja para dar um toque pessoal …
    Bete

  2. Oi Lu,
    Fiquei feliz, estranho né!?
    Pois é quando fico triste ou chateada,minha criatividade me abandona, fico cinza.
    Mais vejo que não acontece só comigo.
    Obrigada me ajudou muito.
    Bjs…

  3. Obrigada Lu,adorei teu compartilhar, pois com certeza TODAS nós em algum momento passamos por isto. Felizmente estou com meu processo criativo de volta! ufa…rsrsrs,que retornou após um período de hibernação(inverno)… então viajei e voltei reciclada!! Bom ócio criativo e lindas criações a todas.

  4. Precisava ler isso!!!!
    Muito obrigada <3

  5. Precisava ler isso!!!!
    Muito obrigada <3

  6. Precisava ler isso!!!!
    Muito obrigada <3

  7. Precisava ler isso!!!!
    Muito obrigada <3

  8. E isso aí, meninas criativas! Permitam-se um tempo, o processo de novidades irá mas logo logo ele voltará! beijos, boa semana!