Home | Negócio Criativo | Desenvolva seu Negócio | Lucro e comissão: como aplicar os valores corretamente no meu preço?

Lucro e comissão: como aplicar os valores corretamente no meu preço?

Você faz o seu produto com todo capricho, está prontinho para ser divulgado, mas falta aplicar o lucro e comissão ao seu preço… Parece fácil, mas a maioria das pessoas não faz da forma correta. Vem conferir se é o seu caso!

Lucro e comissão: como aplicar os valores corretamente no meu preço?

Antes de falar sobre o cálculo do lucro e comissão, vale uma observação: para simplificar o entendimento, vamos falar primeiro somente sobre a comissão e depois somente sobre o lucro. No entanto esses dois itens devem ser incluídos juntamente na composição do seu preço de venda. Neste texto vamos focar somente no lucro e na comissão, mas no final da publicação você encontrará também a fórmula completa para chegar ao preço de venda.

Lucro e comissão: como aplicar os valores corretamente no meu preço? 0

Comissão do canal de venda

Primeiro vamos falar sobre a comissão. Quando você vende um produto pelo Elo7, paga uma comissão de 12%  sobre o valor da venda. Sendo assim, é importante embutir essa taxa no preço do seu produto, para você não arcar com esse valor.

O erro mais comum é aplicar a comissão ao CUSTO DE PRODUÇÃO do produto (lembre-se que o custo de produção engloba mão-de-obra + despesas fixas rateadas + custo com matéria-prima), veja no exemplo:

Vamos supor que você vende uma bolsa que tem um custo de R$ 100,00 e precisa incluir a comissão de 12% do Elo7 (lembrando que para fazer o cálculo com percentuais você precisa converter para número decimal, ou seja: 12% = 12/100 = 0,12).

Geralmente os artesãos fazem a seguinte conta:

PREÇO DE VENDA = CUSTO x (1 + COMISSÃO)

PREÇO DE VENDA = 100,00 x (1 + 0,12)

PREÇO DE VENDA = 100,00 x 1,12

PREÇO DE VENDA = 112,00

(ou na calculadora simplesmente R$ 100,00 + 12% = R$ 112,00)

Porém, quando o Elo7 retém a comissão, os 12% são aplicados em cima do seu PREÇO DE VENDA e não do seu CUSTO, que foi onde você aplicou os 12%.

Dessa forma, veja o que acontece quando tiramos a comissão do Elo7:

R$ 112,00 (preço de venda) – 12% (comissão) = R$ 98,56 (valor que você recebe pelo produto que vendeu)

Ou seja: Você não recebe os R$ 100,00 que correspondiam ao custo do seu produto, e sim R$ 98,56, ficando com um prejuízo de R$ 1,44.

Reforçando: isso acontece porque você precisa aplicar a comissão ao seu PREÇO DE VENDA e não ao seu CUSTO.

Cálculo correto

Você deve estar se perguntando: se eu ainda não sei por quanto vou vender, como vou colocar a comissão em cima do preço de venda?

Calma! :) Aqui está a fórmula que você deve usar para chegar ao preço de venda, usando o mesmo exemplo.

PREÇO DE VENDA = CUSTO / (1 – COMISSÃO)

PREÇO DE VENDA = 100 / (1- 0,12)

PREÇO DE VENDA = 100 / 0,88

PREÇO DE VENDA = R$ 113,64 (arredondando)

Agora veja o que acontece quando debitamos a comissão do Elo7:

113,64 (preço de venda) – 12% (comissão) = R$ 100,00 (custo)

Chegamos ao valor correto do seu custo inicial, sem prejuízo!

E como fica o lucro?

O mesmo raciocínio é usado para aplicar o lucro ao preço. Mas antes de exemplificar, aí vai uma dica importante: A recomendação do Sebrae para que uma pequena empresa mantenha-se saudável é a prática de um lucro entre 10 e 15%, de forma geral.

Já falamos sobre isso no post sobre a diferença do lucro da empresa e o salário do artesão, se ainda não viu, vale a pena conferir!

Voltando aos cálculos:

Novamente vamos tomar o exemplo anterior e aplicar 10% de lucro. Já aprendemos que, se colocarmos o lucro em cima desse custo, a conta não vai fechar, veja:

R$ 100,00 (custo) + 10% (lucro) = R$ 110,00 (preço de venda)

Ao destinar os 10% de lucro para sua empresa, a conta ficaria assim:

R$ 110,00 (preço de venda) – 10% (lucro) = R$ 99,00 => valor menor do que o custo da sua  peça.

Vamos usar a fórmula correta e aplicar o lucro em cima do preço de venda:

PREÇO DE VENDA = CUSTO / (1-LUCRO)

PREÇO DE VENDA = 100 / (1- 0,10)

PREÇO DE VENDA = R$ 111,11 (arredondando)

E agora excluindo o lucro:

R$ 111,11 (preço de venda) – 10% = R$ 100,00 (arredondando)

Importância do cálculo correto do lucro e comissão

O cálculo pode parecer complicado, mas não é. O prejuízo ao fazer a conta de maneira incorreta pode parecer pequeno, nesse exemplo “só 1 real”, mas olha a diferença que dá quando for fechar as contas no final do mês:

Supondo que durante um mês você vendeu 30 bolsas por R$ 110,00 cada (naquela continha errada), suas vendas do mês serão de R$ 3.300,00. Quando for retirar os 10% de lucro para reinvestir na sua empresa, ficaria assim:

R$ 3.300,00 – 10% = 2.970,00 => é o valor que sobra, uma diferença de R$ 30,00, já que seu custo foi de R$ 3.000,00 para produzir as 30 bolsas.

Lucro e comissão: como aplicar os valores corretamente no meu preço?

E agora, conforme prometido, a fórmula completa para chegar corretamente ao preço de venda do seu produto:

PREÇO DE VENDA = Custo total da peça / (1 – (Percentual de despesas variáveis + Percentual de comissão do canal de venda + Percentual de lucro) / 100)

Otimize seu tempo

Para não ficar fazendo todas essas contas manualmente, convidamos você a usar o Calcularte, que faz todos esses cálculos automaticamente, dá uma olhadinha aqui

O Calcularte é um sistema de gestão focado em pequenos negócios criativos com várias ferramentas. Além de precificar suas peças, você também pode:

  • Controlar pedidos
  • Controlar recebimentos e cobranças
  • Controlar estoque
  • Cadastrar clientes
  • Cadastrar fornecedores
  • Gerenciar seu preço
  • Pesquisar automaticamente preços
  • Gerar vários tipos de Relatórios

Lembrando que os lojistas do Elo7 tem um super desconto na assinatura do Calcularte, para garantir o preço especial é só clicar aqui!

Espero que tenha tirado suas dúvidas sobre como incluir o lucro e comissão no preço dos seus produtos.

Até a próxima!

Salvar

Salvar

Rafael Longo
Desenvolvedor e analista de sistemas, criador do Calcularte, Sistema de gestão para pequenos empreendedores do ramo criativo, para atender à necessidade de sua esposa, Vanessa Longo, que é publicitária e trabalha com scrap festa. A maior dificuldade dela era precificar corretamente suas peças, dedicando muito tempo a essa tarefa. Foi então que decidiram criar um sistema para uso próprio, para facilitar o trabalho da Vanessa. O sistema ficou tão legal e funcional que, sabendo da grande dificuldade dos artesãos em precificar seus produtos, resolveram lançar o Calcularte em 2015, como uma ferramenta de precificação. Em 2016, o Calcularte recebeu uma grande atualização e transformou-se em um sistema completo de gestão. Hoje ele continua evoluindo e já facilita a vida de mais de 8 mil usuários.

Veja mais posts deste autor.

Deixe uma resposta