Home | Negócio Criativo | Histórias de Sucesso | Múltiplas técnicas artesanais aplicadas em bijuterias

Múltiplas técnicas artesanais aplicadas em bijuterias

Hoje o bate papo é com a criativa Lílian Gehling. A soteropolitana é graduanda do curso de Design de Moda e cria as peças de sua loja a Love Lilly. Lílian sempre se encantou pelas múltiplas técnicas artesanais que aprendeu desde a infância e busca aplicá-las em seus acessórios. Conheça mais sua história!

A presença de múltiplas técnicas artesanais desde a infância

Desde pequena sempre me interessei em fazer coisas artesanais. Cresci vendo minha avó costurar, bordar, fazer flores de tecido. As férias na sua casa eram um sonho para mim, pois me proporcionava estar em contato com a criação, que tanto me fascina.

Em uma dessas férias, em Fortaleza, minha tia que também é muito habilidosa, me ensinou o ponto de cruz. Fiz algumas toalhinhas, peguei encomenda e vendi algumas. Eu tinha apenas 13 anos!

A partir daí, tudo que me interessava em múltiplas técnicas artesanais e buscava aprender. Fiz curso de crochê e tricô, fiz caixas em cartonagem, aprendi a fazer macramê, tirar molde de roupas etc. Tudo que fosse possível criar e que me despertasse o interesse eu buscava aprender.

Esse interesse me fez confeccionar algumas bijuterias para uso próprio – quando era criança também ajudei minha mãe, que fez uns cursos de bijuterias, na confecção de algumas peças.

As pessoas me paravam na rua perguntando onde eu havia comprado os colares, pulseiras ou brincos que estava usando e quando eu dizia que eu mesma tinha feito, elas pediam que eu os vendesse. Daí entendi que poderia transformar o que até então era um hobby em negócio.

+ Mais conteúdos cheios de inspiração para os empreendedores criativos

+ Confira outras histórias de lojistas Elo7

Inspiração que vem das passarelas

Adoro o universo Dolce & Gabbana, cheio de cores e texturas. Suas peças me inspiram demais, tem muitos elementos que me remetem ao trabalho artesanal, as linhas, os pompons, o tassel.

Encontro inspiração em lugares, etnias, música, história, nas diversas personalidades femininas e na própria natureza.

O processo criativo e a aplicação dos aprendizados da faculdade

Antes eu trabalhava de forma bastante intuitiva, mas sentia necessidade de estabelecer uma base mais sólida. Foi então que resolvi fazer o curso de Design de Moda.

Estar dentro desse universo me dá segurança para tentar coisas novas, além de possibilitar um maior desenvolvimento criativo, adquirido a partir das aulas, filmes, eventos e da troca com meus colegas e professores.

Hoje meu acervo cultural é mais extenso, com isso consigo trabalhar coleções definidas, tornando meu trabalho muito mais rico e profissional.

Devido à minha curiosidade, desde pequena, aprendi técnicas que hoje aplico ao meu trabalho com as bijuterias, como o macramê, por exemplo. A mistura dessa técnica extremamente manual, com pedras naturais, cristais e metais, enriquece meu trabalho e conquista minhas clientes, que amam peças diferentes e cheias de personalidade.

 

E para os empreendedores de plantão, um recado

Esteja disposto a aprender sempre! Busque técnicas diferentes, crie bastante, erre, acerte até chegar ao seu melhor. Ouça com generosidade os admiradores do seu trabalho, receba bem as críticas, evolua. Seja organizado, reinvista o que recebeu e leve à sério o seu empreendimento.
Acredite em você e no seu trabalho e entenda que talento e dedicação são as chaves para o sucesso no negócio criativo. Confie! Boa sorte!

Agora que você conheceu um pouco mais da história da Lílian, seu empreendedorismo criativo e a aplicação de múltiplas técnicas artesanais na confecção de suas bijuterias, é hora de visitar a loja dela! Clique aqui e veja a seleção de produtos feitos à mão da Love Lilly.

Nutricionista de profissão e crafter de coração. Mãe da princesa Maria Alice. É boa de garfo, ama música e não resiste a um garimpo de decor. Cria os acessórios da Flor de Cris e da A Decoradeira. Sempre indecisa, na dúvida acaba levando os dois.

Veja mais posts deste autor.