Home | Bebê e Infantil | É importante fazer massagem nos bebês?

É importante fazer massagem nos bebês?

 Baby back massage

A educadora e terapeuta corporal Iverly Maccari compartilhou com o Blog do Elo7 a importância da massagem nos bebês como fator estimulante para os sentidos dos pequeninos. Acompanhe!

A sensorialidade e o movimento fazem parte das experiências dos bebês bem antes do nascimento. Dentro do ventre materno, ao longo das semanas de gestação, os órgãos dos sentidos em formação garantem que o bebê comece a receber informações sonoras, nuances de luz e sombra, sensações táteis…

Por outro lado, a repetição de padrões como alongar e reagrupar prepara a base de importantes conquistas motoras do primeiro ano de vida: rolar, sentar, engatinhar e finalmente andar. Após o nascimento, o bebê deverá adaptar-se rapidamente aos novos estímulos do mundo que o cerca: a multiplicidade de sons, as variações de temperatura, cores, ritmos, vozes… Os órgãos dos sentidos e o movimento estarão sempre acionados na rotina do dia-a-dia dos bebês.

Ao receber os cuidados básicos da amamentação, troca de fraldas, banho, enriquecidos pela estimulação recebida através dos embalos, “conversas” e brincadeiras, a criança pequena troca impressões com as pessoas e o ambiente.

É de real importância a preocupação dos pais e cuidadores em estabelecer uma comunicação saudável, aconchegar, garantir segurança e bem-estar à criança.

Nesse contexto podemos situar a massagem, ritual milenar na cultura oriental, cada vez mais presente no universo dos nossos bebês. A massagem utiliza uma linguagem familiar para a criança, uma vez que envolve os sentidos (principalmente o tato) e o movimento. Pode ser aplicada a partir do primeiro mês de vida.

masseur doing massage for foot little baby

Massagear um bebê significa ir muito além da aplicação de uma técnica com manobras específicas. Seus efeitos trazem vários benefícios no nível físico e criam registros positivos no emocional da criança. As manobras têm ainda uma ação preventiva nas cólicas comuns no primeiro trimestre, melhoram a qualidade do sono, devido ao seu caráter relaxante, além de ajudar o bebê a aprimorar suas capacidades motoras.

Ao criar um espaço de interação através da massagem, os pais reforçam o vínculo, afinam a percepção para melhor interpretar as necessidades da criança, construindo uma relação de segurança e bem-estar que ela levará para todas as fases da vida.

Iverly Maccari – Educadora e Terapeuta Corporal, ministrante de cursos de massagem Shantala para bebês.

Graduação pela Universidade de São Paulo – USP
Formação em Psicologia da Educação – USP
Aprimoramento em Relações Parentais e Psicologia da Família no Ciclo da Maternidade.

Quer aproveitar o momento da massagem e ficar ainda mais juntinho do seu bebê? Veja nossa lista de produtos que unem mãe e filho:

bool(false)
Nutricionista de profissão e crafter de coração. Mãe da princesa Maria Alice. É boa de garfo, ama música e não resiste a um garimpo de decor. Cria os acessórios da Flor de Cris e da A Decoradeira. Sempre indecisa, na dúvida acaba levando os dois.

Veja mais posts deste autor.