Home | Gente que Inspira | Entrevista | Entrevista com Cintia Midori, São Paulo/SP

Entrevista com Cintia Midori, São Paulo/SP


Cintia, conte-nos um pouco como tudo começou. Como surgiu a Cintia Midori ? Fale um pouco sobre você e seu trabalho.

Sou engenheira elétrica e administradora de marketing por formação, área na qual atuei por aproximadamente 7 anos. Em 2000 comecei a trabalhar com maquetes na parte de divulgação da empresa, o que me fez começar a mudar o rumo da minha profissão. Além do trabalho de divulgação, comecei a aprender o novo ofício e ganhei um grande interesse pelas artes em geral. Fui fazer um curso de pintura para aprender sobre cores e depois de joalheria para aprender a lidar com metais. Com isso comecei a pintar quadros e fazer jóias.
Atualmente ministro aulas principalmente de ArtClay, faço jóias exclusivas e pinto quadros.

Hoje você busca no artesanato uma fonte de renda, um meio de aliviar o stress ou ambos? Você exerce alguma outra profissão em paralelo?

Hoje o artesanato é minha fonte de renda, através de vendas de produtos e aulas.


Conte-nos sobre seu modo de trabalho e sobre os produtos que faz. Quais os tipos de produtos, as principais características e diferenciais de cada um, as matérias-primas, os materiais e equipamentos utilizados.

Meus trabalhos são feitos com diversos materiais: art clay, prata, cobre, bronze, pedras, vidros, tintas, plásticose resinas. A matéria-prima muitas vezes precisa de equipamentos mecânicos (lâminador e fundição, por exemplo) para iniciar o processo, mas a sua maior parte é feita artesanalmente: serrando, martelando, modelando, pintando, esculpindo, soldando e dando acabamento.
O material com o qual mais gosto de trabalhar são os metais pois têm durabilidade e permitem joias exclusivas, o que torna os clientes especiais.

Cintia, você trabalha sozinha para a Cintia Midori ou tem uma equipe? Você tem um ateliê ou compartilha espaços de casa para suas criações?

Trabalho a maior parte do tempo sozinha, mas para fazer eventos fazemos uma união de forças entre artesãos, realizando bazares e exposições.
Meu ateliê fica em casa, mas a casa foi organizada em função do ateliê. Organizei de forma que pudesse fazer os produtos e dar aulas.


Que características considera diferenciais nos seus trabalhos? Quais são suas principais qualidades como artesã?

A principal característica em meu trabalho é procurar novidades e exclusividade. Adoro pesquisar novas técnicas e materiais e sempre tenho novidades para meus alunos. As aulas têm se tornado grandes laboratórios pois há sempre um desafio em cada projeto desenvolvido.


O que você considera um produto artesanal com qualidade? Quando analisa um produto de um terceiro, o que considera como essenciais para que o produto seja vendável e agrade aos clientes?

Considero produto artesanal com qualidade um produto que atenda ou supere as expectativas dos clientes. Fico ansiosa pelo feedback na hora da entrega da encomenda ou nas exposições. O que me faz comprar um produto artesanal é a exclusividade em relação ao produto industrializado e o fato dele trazer um pouco do artesão: sua criatividade e cultura local.

O que você acha do mercado de produtos feitos à mão no Brasil? Quais as perspectivas, desafios e dificuldades de se atuar nesse mercado hoje?

O mercado tem solicitado do artesão uma profissionalização, pois somente assim conseguimos espaço. Minha expectativa é conseguir ter meus produtos reconhecidos, e a maior dificuldade é não ser confundido por uma cópia.
A maior dificuldade é encontrar espaço para venda. Tive a oportunidade de trabalhar dentro de shoppings e em feiras de artesanato e os melhores e tradicionais
pontos foram fechados. Acredito que fazíamos uma boa concorrência com produtos industrializados. (risos)
Estou adaptando e transferindo as vendas para a internet, pois assim ganho autonomia nas vendas. O Brasil tem quebrado o medo de compras pela internet. Nossos clientes não estão acostumados a pagar antecipado, usar cartões e pagar fretes.

Qual o diferencial e valor que o artesanato pode agregar?

O diferencial do artesanato é a exclusividade e o valor cultural que carrega.

Onde e como você costuma vender e divulgar seu trabalho? Você utiliza que técnicas de venda e de divulgação?

Vendo os produtos pela internet, em eventos e para as pessoas próximas.
Sim, utilizo técnicas de vendas e divulgação. Preocupo-me com o ponto de venda, que sempre deve ser de acordo com o produto a ser vendido, e a divulgação feita de maneira constante para que o produto sempre fique em evidência.
A divulgação é o essencial: o famoso boca-a-boca, produzir eventos e atualmente a internet.


Você conhece algum lugar que pode ser considerado o lugar indispensável para quem faz artesanato? Um site, uma feira, uma cidade, uma loja etc.?

Todo lugar que incentiva a venda de artesanato é indispensável! Conseguir um lugar é o mais difícil. Só temos que escolher o lugar que combine com o meu produto.
Hoje, como disse anteriormente, não existem mais lugares tradicionais, existem pessoas com visão empreendedora com as quais devemos trabalhar junto. Admiro o trabalho do Elo7 na internet. Acompanhei o crescimento rápido, ótima divulgação e um apoio para nós artesãos, por isso entrei para fazer parte do site.
Vejo os artesãos como parceiros e não como concorrentes, mesmo que trabalhem na mesma área. Isso nos torna ainda mais fortes.

Você tem algum hobby que gostaria de citar? Além de seu trabalho na Cintia Midori, o que mais você gosta de fazer?

Meu trabalho é um hobby. Costumo dizer que trabalho 24 horas por dia e 365 dias por ano e o mais importante, feliz.


Pra fechar, se você tivesse alguns minutos para contar tudo sobre sua vida e seu trabalho, o que você diria?

Minha vida sempre foi acreditar que era possível trabalhar com o que gosto. Não foi nada fácil começar. Agora é só continuar em frente com os desafios, porque a profissão já escolhi. Estou sempre pronta para aprender mais.

Visite a loja da Cintia Midori no Elo7: https://www.elo7.com.br/cintiamidori/

Sobre Elo7

Somos um time que é apaixonado por tudo que é criativo e feito à mão. Aqui no blog, trazemos dicas diárias para inspirar e ajudar no seu negócio criativo! Também organizamos oficinas e encontros em todo o Brasil. Conheça o Elo7!

Veja mais posts deste autor.

3 comentários

  1. além de grande artista, Cíntia é um exemplo de amiga e ser humano.
    Super dedicada ao que faz, é um exemplo e um estímulo pra os que a conhecem e têm a sorte de desfrutar de seus ensinamentos.
    Sucesos pra você Cíntia.

  2. além de grande artista, Cíntia é um exemplo de amiga e ser humano.
    Super dedicada ao que faz, é um exemplo e um estímulo pra os que a conhecem e têm a sorte de desfrutar de seus ensinamentos.
    Sucesos pra você Cíntia.

  3. além de grande artista, Cíntia é um exemplo de amiga e ser humano.
    Super dedicada ao que faz, é um exemplo e um estímulo pra os que a conhecem e têm a sorte de desfrutar de seus ensinamentos.
    Sucesos pra você Cíntia.