Home | Negócio Criativo | Desenvolva seu Negócio | Algumas coisas que você precisa saber para transformar sua paixão em negócio

Algumas coisas que você precisa saber para transformar sua paixão em negócio

carol garcia-abre

Eu nem preciso te conhecer para saber de uma coisa. Você é uma apaixonada convicta. Criativa, você ama o que você faz. Para algumas, o artesanato, pode ser apenas um hobby, um passa tempo, mas eu sei que para muitas outras há aquele desejo intenso de transformar essa paixão em um negócio, viver disso, ser sua própria chefe, dominar seu próprio tempo, ter a tão sonhada liberdade criativa. Essa já é a sua realidade?

Eu acredito que é possível transformar paixão, habilidades e talentos em negócios mas para isso é preciso que haja uma convergência entre sua paixão (o que move você) e o que interessa/empolga aos outros. E é aí que mora a diferença entre um hobby e um negócio. Parece simples, mas na correria do dia a dia podemos simplesmente nos focar em apenas um destes dois lados. Por exemplo, você se concentra demais na sua paixão (em uma técnica, em um tipo de produto ou uma habilidade) e esquece de pensar na outra ponta (no público, no que eles se interessam) ou o contrário: você se foca muito no público, nas tendências do momento, na concorrência e esquece de olhar para você, sua marca, o que motiva você, nos seus talentos e personalidade única.

NEGOCIO-DE-MULHER

Para ficar mais fácil, vamos tentar resgatar esta convergência, tentando responder algumas perguntinhas?

O que move você:

1. O que faz você mover como criativo? Por que você resolveu começar este negócio? Em que você acredita?

2. Nessa sua atividade, o que você faz tão bem que mal te dá trabalho?

3. Quais são as coisas que você faz melhor do que ninguém?

4. Qual técnica, ferramenta você domina melhor do que outras pessoas?

5. Se sua marca, fosse uma pessoa, como você a descreveria?

O que interessa aos outros:

6. Como posso encantar meus clientes com o que eu faço?

7. Como torno a vida dos meus clientes melhor, com o que eu faço?

8. O que eu posso fazer melhor que meus potenciais concorrentes?

9. Como posso ajudar outras pessoas ou gerar algum benefício com o meu trabalho?

Agora pense. Que combinações únicas você pode criar misturando suas paixões, habilidades, conhecimentos e o que interessa aos outros? Esta é a base para você construir um diferencial, uma marca que ao mesmo tenha um pouco de você, reflita quem você é e que também produza um valor real para as outras pessoas, ou seja, quem compra de você.

Como foi responder as perguntas?

Estas perguntas são breves pontos de partidas para que você encontre a sua própria convergência. Se você gostou e gostaria de aprender mais, convido você a conhecer nosso novo ebook “Como descobrir minhas paixões e habilidades” com 10 exercícios de autoconhecimento para quem quer empreender e busca convergir paixões em um negócio criativo.

Vamos continuar este papo nos comentários?

*Imagem: Carol Garcia

bool(false)
Karine Drumond e Priscila Valentino atuam há mais de 10 anos com design e criatividade e atualmente são responsáveis pelas iniciativas da Negócio de Mulher – projeto criado para inspirar e ajudar mulheres a transformarem sonhos em realidade e paixões em negócios, por meio de cursos online e ebooks.

Veja mais posts deste autor.

6 comentários

  1. Trabalho a alguns anos com artesanato aqui no Elo7, mas nunca consegui crescer, minha loja é a Lembrança Boa, mas sinto que agora é a hora, tenho um bb de 5 meses, preciso trabalhar, mas não quero voltar a trabalhar para os outros, sei que meus produtos tem potencial e já tive várias provas de que eles encantam os clientes, só preciso me estruturar melhor, adorei este post, me deu um ‘up’ pra correr atrás =]

    • Que bom Renata!
      é isso aí, muitas vezes o que precisamos mesmo é da atitude e da ação, que podem fazer toda a diferença no sucesso do nosso negócio. Desejo sucessos na sua nova fase!
      Bjos e obrigada

      Karine

  2. Aaaaamei! Respondi anotando tudo, e quero mais , muito interessante, obrigada.

  3. Muitooooooooooo bom… é isso… é vender aquilo que nos move… e / ou mover nossas vidas com nossas paixões e vendê-las… é o equilíbrio … amei!

  4. Que ótimo Sonia, fico feliz com seu interesse, espero que tenha sido útil.
    Conte com a gente,
    bjs