Home | Negócio Criativo | Desenvolva seu Negócio | Ambiente de trabalho: casa ou ateliê?

Ambiente de trabalho: casa ou ateliê?

atelie_jupadilha

Quem trabalha com uma atividade manual em algum momento começa a sonhar com um ateliê para chamar de seu. Estantes para organizar tecidos, tintas, papéis, vidrinhos para separar miçangas e pedrinhas, botões e outros aviamentos. Além daquele toque na decoração com uma máquina de costura vintage para dar charme ao espaço, que foi pintado e decorado com o maior carinho! Em resumo, o desejo de ter um craftroom com cara de fotos gringas do Pinterest!

Porém, a realidade costuma ser bem diferente. Às vezes o ateliê se resume à mesa do jantar da casa ou um “home office” portátil. É o “tira e guarda” de materiais ao longo do trabalho e todas as superfícies disponíveis ficam ocupadas com as peças que vão ficando prontas. Nesse momento, vale até o cadeirão do pequeno! Não é? Por outro lado, mesmo em casa, há quem consiga o privilégio de ter um espaço reservado apenas para as suas criações, podendo fechar a porta e escolher a sua música preferida!

Montar ou não um ateliê externo?

Bom, mas o que quero falar mesmo, é quando decidir “sair” do lar, quando de fato vale a pena investir num lugar para ser ateliê/loja e separar a vida familiar do trabalho. Afinal, quem trabalha em casa sabe que as duas coisas tendem a se misturar de tal forma resultando em um trabalho infinito e muitas vezes, temos a sensação que tudo está pela metade.

atelie_jupadilha1

Eu tive a experiência de experimentar as duas coisas. Por um lado, ter um ateliê comercial, separado de casa, parece nos dar uma seriedade a mais para encararmos o nosso negócio. Por vezes, até para os clientes a sensação é a mesma, já que têm a oportunidade de visitar, ver ao vivo e com as mãos. Nosso ofício parece que deixa de ser o “complemento de renda”, mesmo que seja seu trabalho em período integral, já que tem gente que pensa que trabalhamos fazendo “bicos”! Vai dizer que não é chato receber um cliente em casa e encontrar brinquedos pela sala e mamadeira pela metade em cima da mesa?

Ao mesmo tempo, trabalhar em casa pode ser muito mais econômico, uma vez que não é preciso pagar aluguel e outras tantas contas, como telefone, internet, limpeza e por aí vai. Todos os novos custos precisam ser muito bem calculados e colocados no papel. Em se tratando de um pequeno negócio, economia é fundamental! Pode-se economizar também com os filhos,  é possível matriculá-los na escola apenas meio período. Isso sem falar em não ter que pegar trânsito ou gastar com transporte… Mas uma coisa é certa, ficar de pijama um dia ou outro tudo bem, mas todos eles não, porque não faz nada bem para o ego! Nosso ambiente precisa nos estimular, mas nós próprias também.

atelie_jupadilha-3

Enfim, você e seu negócio é que vão sentir juntos se é momento de sair de casa e abrir o ateliê dos sonhos. Mais do que realizar uma vontade, é preciso considerar os prós e contras. Verifique se de fato essa transformação trará benefícios e novas possibilidades de lucro para a produção ou se é apenas uma vontade de ter um lugar lindinho. Se o motivo for este último, com boa vontade, a gente organiza até mesmo a mesa da sala de jantar! :)

Como é o seu ambiente? O dilema já bateu à porta de seu negócio?

Imagens: Ateliê Ju Padilha, Pinterest

bool(false)
Ju Padilha tem mãos que amam o fazer artesanal, em especial o trabalho com fitas. É formada em História pela UNESP e tem pós em História da Arte pela FAAP, produz acessórios de cabelos bem contemporâneos no Ateliê Ju Padilha, mas sua maior alegria é cuidar do filhote Francisco.

Veja mais posts deste autor.

40 comentários

  1. Bom dia, é realmente um dilema, comecei meus trabalhos na mesa da cozinha e no quartinho da filha, mas a bagunça toma conta, não tem jeito. E misturamos o tempo para a casa, marido e filho com o trabalho, na tentativa de adiantar encomendas. Minha sogra cedeu uma sala na edícula dela agora montei meu ateliê, todo material organizado, e separo bem os horários de trabalhar e de dar atenção à casa. Mas os custos de montar um atelie/loja ainda é o que nos mantem em casa, Adorei a matéria!

  2. A verdade é que vale apena sonhar e esperar o momento certo pra ter nosso próprio canto. Comecei o meu canto embaixo de uma escada de casa , onde deixava tudo organizado com todo carinho , pois a casa estava ainda em obras, mas a espera compensou ,hoje na minha própria casa ,fiz o meu Ateliê, do jeitinho que sonhava no inicio, não abro mão de ficar com a família, e consigo fazer o que mais gosto, conciliando as duas coisa .
    Por isso digo , Quem espera sempre alcança .

  3. Verdade é sempre bom esperar o momento certo pra ter nosso próprio canto. Só tenho um espaço reservado para costura que é o corredor pois moro em uma kitnet e quando preciso de espaço as vezes trabalho no quarto ou na varanda, deixo tudo organizado pretendo sim um dia ter meu ateliê a dúvida é encontrar um local exato pois na rua onde vamos morar não tem muito movimento é realmente um dilema , mais com fé em Deus vou conseguir!!

  4. Nosso negócio está apenas começando. Eu faço minhas peças na sala e minha esposa, as dela, em parte nos fundos da lojinha física que também abrimos(não pagamos aluguel). Está ficando confuso, meio tumultuado, mas estamos estudando alternativas de como se organizar melhor, transformando os fundos da loja num pequeno ateliê.

  5. No meu ramo de artesanato,que é de confecções,é indispensável um cantinho só prá mim…cortar,costurar,bordar,pintar,acabo fazendo uma baguncinha danada e se não consigo terminar o serviço de um dia para outro,deixo tudo como está para terminar no outro dia.Já dentro de casa não posso deixar tudo bagunçado em cima da mesa,já pensou?

  6. trabalhava em casa antes do meu filho nascer. mas aí o quarto que eu usava ficou para ele. e tive que mudar.(minha casa é minúscula) não dava para as maquinas ficarem na sala era um trombolho. a um ano tenho um espaço alugado, mas está longe do meu sonho. é só as maquinas e prateleiras abarrotadas de caixas plásticas onde quardo o material. minha cidade é muito seca e tem muito pó. queria eu ter tudo organizadinho…… falta dindim.

  7. Quando eu vi que meu pequeno negócio precisava de um espaço só dele transformei minha garagem em atêlie ,é bem melhor pois posso atender clientes sem me preocupar em correr para tirar o material da mesa de jantar ,isto aconteceu várias vezes.

  8. Eu consegui montar o meu atelier num quarto só meu, depois que minhas filhas casaram e foram morar na casa delas.É ótimo, pois quando paro de trabalhar, posso deixar os materiais em cima da mesa para continuar no outro dia. Não costumo atender clientes, procuro vender só pela loja virtual, mas eventualmente vem alguém, então tenho esse espaço organizado. E o principal, sem custos adicionais.

  9. Eu ja quero voltar prá casa. Tenho uma loja física, mas minha cidade não valoriza meu trabalho. Vendo bem pela loja da Elo, meus produtos são bem avaliados pelos clientes e os daqui, talvez já mal acostumados com meus produtos, não dão bola alguma. Ficando em casa, teria mais tempo de fazer e criar mais coisas diferentes. O cliente físico te toma muito tempo…

  10. silvania de fátima

    Eu faço artesanato, mas ainda não tenho um canto só pro artesanato, tenho um quarto nos fundos da minha casa, mas está muito bagunçado,tudo misturado. Quero muito organizar tudo direito, cada coisa em seu devido lugar, mas com perseverança eu chego lá,ainda não trabalho só com o artesanato. Trabalho fora e quando chego estou muito cansada . e sempre fica pra depois a organização do meu atelié. Gostei muito do artigo.

  11. Eu me considero privilegiada, pois consegui montar um ateliê nos fundos da casa do meu pai, com entrada independente, e ainda mantenho um cantinho na minha casa, para aqueles trabalhinhos fora de hora. Mas só recebo clientes no ateliê. Dentro ou fora de casa, o fundamental é ter um espaço reservado para sua arte, um espaço só seu. E ter “atitude” de trabalho. Mesmo quando vou trabalhar em casa, eu me visto adequadamente, coloco maquiagem, avental de trabalho e nada de pijama! Assim eu me sinto criando, produzindo, trabalhando. Adorei a matéria!

  12. Olha faz um tempo que ando sonhando com meu próprio atelie fora de casa, em casa a gente fica muito mais atrapalhada com filhos serviço de casa, encomendas,trabalho muito nos finais de semana e a noite pois durante o dia meu trabalho não rende.

  13. Consegui finalmente organizar meu ateliê no andar térreo de minha casa, é um lugar com o qual me identifico,lá acendo meus incensos, ouço minhas músicas preferidas, trabalho, atendo minhas clientes, sirvo chazinhos feitos com ervas de minha horta, enfim é um cantinho só meu.

  14. Fiz meu cantinho para costurar na sala do apartamento,pois a sala é grande.Qdo comecei era um cantinho,uma máquina de costura antiga e uma estante.Mais foi crescendo,mais estante,outra maquina, gaveteiro, prateleira,comoda,mesa.Hoje metade da sala dividida com uma cortina,é minha,da para costurar,mais pretendo,comprar uma overlock e maquina reta.As vezes o movimento dos filhos e do marido, confunde um pouco, telefone, visitas,Sonho em alugar um espaço só para costurar, ter um horário de trabalho comercial (9h as 17), separar a familia e o trabalho.

  15. Gostei de todos os comentarios e tambem do “ambiente de trabalho casa ou athelie”, adorei , pois tudo isso e verdade rsrsrsrs…. eu ri muito pois me vi de pijama pela casa , mexendo nas coisas do athelie , fazendo almoço e arrumando tudo e tempo pra todos e eu continuava de pijama kkkkkk, claro que agora e diferente ,a primeira coisa que faço e tomar banho e me arrumar ,pois se precisar atender alguem no portão ja estou arrumada ,sem parecer uma barata tonta . beijos a todas voces e bom saber que não estou nesta sozinha .

  16. No meu caso eu fico no fundo do quintal, literalmente! Afinal, não posso cortar, lixar dentro da sala ou quarto. De qualquer forma, estou em casa!!

  17. Olá, gostei muito da postagem.
    Já tive no interior loja aberta ao público e depois uma edícula no fundo de casa só pra mim. Hoje morando na capital, onde minhas peças são mais valorizadas. Sinto a necessidade de um espaço fora do apartamento. Já descobri que sou uma pessoa que precisa de um espaço pra chamar de seu, e que não tenho disciplina pra trabalhar em casa, os horários se fundem, trabalho dobrado e fico irritada com a bagunça, sem contar no corre corre pra arrumar a sala pra receber clientes, arramar mercadorias e depois guardar mercadorias.
    Pretendo realizar este sonho , de um local fora de casa, em breve, pelo meu próprio bem e do meu negócio! rsrs.

  18. Nesse momento estou realizando o sonho de ter meu atelie, está em obra ainda ficará pronto em alguns dias ele está sendo feito no fundo de meu quintal , lindo como eu sonhei!!! Estou muito muito feliz!!!! Fazer o que amo em meu atelie e ter minha família por perto..não preciso mais nada!!

    • Parabéns Marcia…não há nada melhor do que realizar um grande sonho. Progresso e sucesso no seu novo empreendimento! :)

  19. Meu ateliê é uma grande mesa na varanda de casa. Procuro deixar todo material que uso nela e como mexo com tintas e pincéis, tenho a vantagem de ter uma pia ao lado, que me facilita muito as coisas. Desse jeito, consigo ficar ao ar livre, cuidar da rotina da casa, ter a companhia dos meus cachorros e fazer o que mais gosto – pintar minhas madeirinhas! Certa vez uma cliente veio fazer um pedido e comentou – ” Mas que lugar aprazível!

  20. Olá

    Comecei como um sonho, em casa claro!!
    Eu e meu marido trabalhávamos junto, ele fabricando e eu finalizando as peças, os pedidos foram crescendo, pegamos a garagem, cresceu mais um pouquinho, alugamos uma casa que abriga a fábrica e hoje temos 2 funcionários diretos e uma senhora super querida que costura nossas roupinhas de ursinhos.Estamos super felizes, vamos abrir uma loja em uma cidade um pouco maior que a nossa que é bem no interior. Foi um presente de Deus poder viver do um sonho que se tornou uma realidade de muito trabalho mas de muita satisfação.

    A cada dia mais trabalho e muitas alegrias com esta parceria incrível com ELO7,

    Um abraço, Gaby – Ateliê GKIDS

  21. Trabalho em casa tenho duas peças que fiz para meu atelie que estou começando,já ganhou pintura umas prateleiras… enfim vejo que a cada dia Deus vem abençoando minha vida e sei que vou chegar lá é o que desejo a todas que assim como eu nunca desistiram de seus sonhos.
    Um grande abraço
    Sandra Ogrodowski
    Kikits Atelie

  22. Após alguns anos trabalhando na sala de jantar, entre máquinas de costura, farrapos de linha e produtos espalhados pelos móveis, vi que meu negócio estava crescendo e que precisaria de um espaço reservado, pois a cada visita que chegava na minha casa, eu tinha que largar tudo e dar uma arrumadinha rápida na bagunça. Estava realmente muito ruim.
    Há 7 meses consegui com muito custo convencer o meu marido a se livrar do sofá velho de 3 lugares que tinha no escritório dele em casa e fiz daquele cantinho o meu tão sonhado espaço para trabalhar, com tudo bem à mão e o principal: sem custos e muito organizado.

  23. Vixe, e como…primeiramente o meu local de trabalho era na mesa da sala de estar e como a matéria prima é o papel, pense na bagunça no final do dia… eram retalhos que ficavam em cima da mesa, botões e ilhós no chão… e sempre tinha que limpar pra não ficar aquele aspecto bagunçado, o que na verdade era a minha grande vontade porque criar é isto mesmo, não pode perder o feeling do momento e você vai se empolgando, empolgando e quando vê, chazan, bagunça na certa. Aí tive a idéia de montar meu ateliê no meu próprio quarto, mais isoladinho. Este por obrigação deve permanecer limpo e organizado porque afinal o divido com o meu maridão… :)))

  24. Eu comecei fazendo na mesa de madeira que existe no espaço muito bom lá em casa que é conexa com a cozinha, mas minha mãe não aguentava a bagunça, pois muitas vezes não conseguimos organizar tudo antes de dormir. Então graças a Deus ela decidiu quebrar a parte da churrasqueira pouco usada para fazer meu ateliê…rsrsrs…e por enquanto estou gostando de não ter que ter loja fisica, pois além de dar gastos a mais existe o perigo de assaltos e outras coisas mais.

  25. Olá Ju!!
    Puxa… estou neste dilema desde sempre!
    Moro ainda com meus pais e é sempre um incômodo fazer bagunça num lugar que vc ainda não pode chamar de “seu”. Graças ao bom Deus meus pais são até receptivos à minha “craft bagunça”. Recentemente, adquiri minha tão sonhada máquina de costura e adivinha onde ela está? Na mesa da sala de jantar, provisoriamente até encontrar um móvel que se adeque ao meu espaço e à máquina!!
    Planejando adquirir um imóvel com meu namorado, apenas fiz uma exigência: “eu quero o meu espaço pra poder fechar as portas e deixar a bagunça rolar solta” pois a situação que mais me desespera é quando vou trabalhar dias em cima de um pedido e sei que em todos eles terei q reorganizar o material perdendo, no mínimo, 10 minutos!
    Um espaço fora de casa não se encaixa no meu caso pq ainda tenho as artes como complemento de renda, trabalhando com elas depois que chego da empresa, ou seja, já é noite quando começo e é madrugada quando termino.
    Então, pela questão de segurança, respiro fundo e fico em casa mesmo, com minha filhota, meus pais e minha craft bagunça quase sempre organizada!

  26. quando comecei foi muito complicado! algumas vezes quis desistir, mas acredito que trabalhar em casa é melhor. a gente só precisa ter paciência e saber separar a casa do trabalho. no início confesso que fiquei um pouco pirada com a bagunça, por que tive que usar a minha sala de jantar. mas como o meu quarto era grande consegui fazer um pequeno espaço. agora já esta bem melhor a situação… também pesquisei na internet e peguei algumas dicas…

  27. Li o texto com sorriso no rosto. Meu ateliê começou na sala de jantar ainda quando morava com meus pais. Me casei, e o ateliê virou a mesa de jantar da minha casa. Até que o maridão quis realizar o meu sonho e hoje eu tenho um espacinho todo especial em um prédio comercial, mas bem pertinho de casa, o que facilita bem as coisas.
    É, de fato, um sonho realizado. Chorei de emoção quando ele me entregou as chaves!!!

  28. Acho fundamental ter o próprio espaço, mesmo que seja um cômodo da casa.Se a demanda de trabalho aumenta a casa fica um caos, não dá pra se profissionalizar sem local adequado pra trabalhar e guardar a tralha toda. Eu conquistei meu canto aos poucos. Primeiro instalei uma mesa e 2 prateleiras no escritório do marido, as meninas deram o nome de “ATELITÓRIO” rsrs (mistura de ateliê com escritório) e devagar fui tomando conta, até que ele se deu por vencido e saiu de fininho. rsrs foi mais fácil instalá-lo em outro lugar. Fica a dica hein, meninas!

  29. Ai, essa é uma grande questão, porque quando o ateliê fica fora de casa as coisas fluem melhor mesmo, pode pesquisar. Porém pra quem está começando, é a mesa da sala ou cozinha mesmo, até o sofá. Um passo mais a frente é um canto que reservamos só pra isso. Estou nessa etapa, fiz um ateliê dentro do meu quarto, na parede contrária à cama pra trabalhar e organizar melhor minhas coisas, mas sinceramente acabo fazendo parte do processo ali e parte na sala olhando o meu moleque, rs.
    Veja como é o meu cantinho: http://www.flickr.com/photos/67709790@N05/9498550430/

  30. OLA,AMEI A REPORTAGEM E SIM CLARO QUE TENHO MUITA VONTADE DE TER UM ATELIER LOJA,TAMBEM ACHO QUE A COISA FICA MAIS SERIA E POR ESTE MOTIVO RESOLVI CRIAR UM ATELIER EM CIMA DE ONDE MORO E SEMPRE QUANDO ESTOU NO ANDAR DE CIMA ATENDO O FONE COMO UM TELIER É BEM FORMAL ,*ATELIER BOA TARDE* ISSO JA É OTIMO, E OUTRA COISA QUE RESOLVE É ESTIPULAR HORARIOS PARA OS DEVERES DO LAR E OS DEVERES DO ATELIER ,EM PRIMEIRO LUGAR NÓS TEMOS QUE NOS VER COMO UMA EMPRESA CASO ISSO NÃO ACONTECA NINGUEM VAI NOS LEVAR A SERIO.

  31. Eu tenho espaço do Ateliê que é no meu quintal mesmo, são 2 salas 1 estoque e a outra costura e uma área aberta enorme onde trabalho junto com um funcionário, mas nesse frio a sala e a cozinha de casa está daquele jeito. Ateliê em ordem não existe, seja fora ou dentro de casa, se vc trabalha muito está sempre bagunçado , não tem jeito rs. Por isso que de uns tempos pra cá comecei a planejar um espaço de Show room para receber clientes e em dezembro vamos inaugurar e tenho certeza que será um sucesso! Mas sempre fica a palavra mágica : PLANEJAMENTO , como ele tudo vai dar certo, dentro ou fora de casa!

  32. Também montei o meu ateliê no quarto mas nada se compara a organização do seu!! Tá lindo, parabéns!! :)

  33. Minha casa eu comprei na beira da rodovia RIO-São Paulo já pensando em construir na frente da casa (o terreno é grande a casa nos fundos),mas tenho que esperar ter dinheiro suficiente para construir uma salinha , e ali montar meu ateliê/lojinha. Meu sonho pelo qual venho batalhando, mas tá difícil!!!!

  34. Paula Veloso

    Ai, meninas, estou começando agora e moro num ap minúsculo. E tenho um filho de 1 ano e 7 meses que não deixa meus papéis, potinhos, e todo o resto no lugar. Tem horas que acabo desistindo de trabalhar para ficar com ele… Quero ter meu cantinho em casa para ficar mais perto da família, mas não sei se vou conseguir equilibrar as coisas, pelo menos até ele começar a estudar…

    • Oi Paula, passei e passo por isso. Comecei os meus trabalhos quando ele tinha um ano e também morava num ap muito pequeno. Botava a Galinha Pintadinha e outras distrações na TV, espalhava os brinquedos no chão e fazia meus trabalhos de olho nele. Vou te confessar que era mais fácil nessa época, porque ele não ia longe, era mais controlável e a casa por ser pequena era mais fácil de dar conta de tudo. Agora ele está com 2 anos e 8 meses, não para quieto, estou morando em uma casa maior, com quintal, onde ele some e fico igual uma doida: “Cadê Miguel? Está muito calado”.
      É um malabarismo entre, produção, bronca, choro, birra, arte, casa, cozinha, telefone… Imagine o caos! Mas fique tranquila que parece que nascemos pra isso, se dividir em 10. No final a gente dá conta, mas é bastante cansativo. Principalmente pra gente que tem criança pequena. Também espero que melhore no ano que vem quando for pra escolinha.

      Bjs e boa sorte companheira. Estamos na luta, rsrs…

  35. Tinha uma loja,acabei fechando,por ,produzir,comprar,vender administrar,isto cansa e nao funciona,agora estou em casa,em um comodo muito pequeno,nao consigo organizar,nao posso colocar mais nada,ja esta apertado,divido meu tempo com tb cuidados com minha mae,que e acamada,minha vontade e de ter um atelier,organizado e com espaço e produzir diversos trabalhos lindos.meu sonho.

  36. izabel cristina valerio navarro

    ate hoje nao consegui un canto so meu pro meu atelie trabalho com croche bordado a mao , trico , as vezes estou no meu quarto outra na sala de teve assim fica dificil.

  37. Meu atelier era a minha área de serviço, que sentava no chão e pintava, quando trabalhava com caixas, ou a mesa da sala quando customizava e personalizava lembrancinhas.
    Hoje com uma oportunidade de crescimento e reportagem num programa de televisão, investi em um atelier, em minha casa mesmo, em um quarto onde tem espaço para o escritório (computador), recepção com sofá e local de trabalho para as coisas ‘secas’. As caixas continuo pintando na área, mas agora em uma mesa de PC antiga, que tirei após a reforma do atelier.
    Tenho uma cômoda, que saiu do quarto também, após reforma, que fica na sala e coloco um ‘cafezinho’ para os cliente que vem visitar e decoro-a com garrafas, pois adoro! Tudo isso dentro da minha casa que é de 2 quartos. O meu quarto e cozinha ficam fechados sem confusão! ;)

  38. Eu consegui montar o meu atelier num quarto só meu, depois que meus filhos casaram e foram morar na casa deles.É ótimo, pois quando paro de trabalhar, posso deixar os materiais em cima da mesa para continuar no outro dia. Não costumo atender clientes, procuro vender só pela loja virtual, mas eventualmente vem alguém, então tenho esse espaço organizado. E o principal, sem custos adicionais. é muito bom mesmo ter o cantinho somente seu de bagunça rsrsrsrsr