Home | Negócio Criativo | Desenvolva seu Negócio | Clientes insatisfeitos, como lidar com eles?

Clientes insatisfeitos, como lidar com eles?

Como lidar com clientes insatisfeitos-1

Você se dedica, coloca amor, faz com todo o carinho uma linda e maravilhosa peça, porém, seu cliente ao recebê-la, reclama e faz críticas. Clientes insatisfeitos, como lidar com eles?

Primeiramente, você precisa entender o conceito de satisfação e insatisfação que falei nesse post aqui. A “satisfação” acontece, quando a expectativa do cliente está igual ou é superada pelo que ele recebeu. Já a “insatisfação” é o contrário, acontece quando o que ele recebe fica abaixo da sua expectativa.

Avalie todo o processo de produção e venda, e procure entender o real motivo da insatisfação, assim você terá elementos para lidar com a situação e oferecer uma solução que reverta a situação.

Não leve para o lado pessoal

Não cometa o erro de levar uma reclamação para o lado pessoal, educação e respeito são fundamentais em qualquer tipo de relacionamento, principalmente os comerciais. Identifique a origem do problema e use argumentos lógicos e racionais para expor o seu ponto de vista.

Responda, mesmo que ainda não tenha uma solução

Quando receber uma reclamação, responda imediatamente, mesmo que ainda não tenha uma solução. Isso mostrará para seu cliente que você se importa com o problema dele e que está buscando uma solução para resolver a questão.

Uma simples resposta pode ser suficiente, algo do tipo: “Olá Fulana! Acabei de ver seu e-mail/comentário. Ainda não sei o que aconteceu, mas estou verificando e em até 24 horas retorno para você”. E claro, retorne em até 24 horas, mesmo que seja para pedir um novo prazo.

Reconheça o erro e assuma a responsabilidade

Se a origem do problema foi alguma falha sua, de seus processos, ou até mesmo de terceiros, reconheça o erro e assuma a responsabilidade. Não jogue a culpa, por exemplo, para o fornecedor que não lhe enviou a matéria-prima dentro do prazo, a responsabilidade ainda é sua, pois seu cliente fez negócios com você e não com seu fornecedor.

Cuidado com as promessas

Muitas vezes, com intuito de resolver a situação imediatamente, acabamos prometendo coisas que não poderemos cumprir. Na verdade, isso só adia o problema e pior, irá aumentá-lo lá na frente.

Mude a perspectiva e veja o lado positivo da situação

Entenda que todo o negócio está sujeito a falhas e o seu não é diferente. Tenha em mente que o cliente que reclamou poderia não ter falado nada, nunca mais fazer negócios e, pior, sair aos 4 cantos falando mal de sua loja ou de seu negócio, ou seja, ele lhe deu uma oportunidade de melhorar. Como já dizia aquele velho ditado, “Se a vida te der limões, faça uma limonada“.

E você? Deixe um comentário falando o que achou desse post e como você lida com clientes insatisfeitos.

bool(false)
Eder Machado empreendedor digital, idealizador do ArtesCON e criador do blog Como Vender Artesanato. Seu blog e cursos têm ajudado vários criativos e artesãos a desenvolverem um negócio rentável através das artes manuais.

Veja mais posts deste autor.

55 comentários

  1. Muito bom! É verdade! Por mais que tentemos não falhar,problemas acontecem.O importante é ser claro e honesto com o cliente e procurar resolver da melhor forma possível a situação.

    • Adriana Santos

      Realmente isto acontecer, eu penso que devemos ter o retorno do cliente sim e se for negativo, ver qual foi a falha e resolver o mais rápido possível, isso faz a diferença.

  2. Não é fácil mesmo lidar com esse tipo de situação.Trabalho com festa personalizada e sempre peço que minhas clientes me informe todos os detalhes no momento da compra, mesmo assim, ainda entro em contato e peço mais informações sobre cores, tema etc. A semana passada uma cliente me fez uma encomenda e me passou algumas informações de cores, tema e nome. Me chamou no WhatsApp e me disse que queria outros produtos também ( em nenhum momento me disse que seriam em outro tema e com outro nome… ). Enfim, fiz a arte conforme o pedido e enviei para aprovação. Ela me respondeu dizendo que estava tudo errado, o nome e a cor não eram aquelas ( gente, não sou vidente! ). Ok, fui educada, mas disse que me informasse corretamente TODOS os detalhes, pois faria apenas mais uma arte gratuita. Ela reclamou muito e ficava me ligando no mesmo dia várias vezes e me mandando mensagem cobrando a artes ( mesmo estando no prazo ). Tinha certeza que ia me dar problema… Resultado: Avaliação negativa. Ofereci a devolução do dinheiro e ela não quis, disse que ia ficar com ” aquilo ” mesmo. O que fazer nesses casos Eder? Como agir se você já fez de tudo e a cliente só reclama? Socorro!

    • Cintia bom dia, não se preocupa com esse tipos de cliente, tem cliente que você pode dar o céu que para eles não está bom, eu sei o que é isso bjs

      • Obrigado pelo apoio

      • Eu sou uma pessoa que dou tudo de mim para que o cliente fique satisfeito,e maioria reconhece em suas avaliações, mas também já apareceu cada uma!
        Não dá para falar aqui quantos problemas já tive mas tenho uma certeza que o problema estava com elas.
        Já fui costureira e era a mesma coisa.
        Procuro curtir a minhas boas avaliações, e seguir em frente.
        Gosto muito das suas dicas e essa troca de experiencias com as colegas.
        abraços
        Hermina

    • É osso duro de roer Cintia! Muita calma nessa hora! Rs… Isso aconteceu comigo essa semana!
      Não sei se ajuda ou se vai concordar mas a minha dica é sempre procurar ser o mais abrangente possível nas políticas da loja e na descrição do produto. Essa medida não evita que os clientes comprem sem observar prazos e especificações e depois te cobrem o que você não pode fazer(Eles quase nunca vão observar! E quase sempre vão te cobrar!), mas pelo menos fica claro para o cliente que você foi honesta e transparente desde o início. Também procure fazer o possível para resolver a “pendenga” sendo sempre solicita e educada, pois, resolver o problema do cliente é resolver o seu problema! No mais, em relação as cobranças infundadas que recebemos todos os dias… oremos.

    • Ana Maria V R Nunes

      olá Cintia, como disse o Eder não leve para o lado pessoal e procure pedir sempre por escrito em email, mesmo o que foi acordado pelo whatsapp, porque assim você terá como provar que a cliente se “enganou” e pedir para que a avaliação negativa seja retirada.

    • Achoooooo!!!!!! Que a elo7 deveria dar 7 dias para avaliação o mesmo tempo da lei do arrependimento !!!!
      E triste você fazer tudo para a cliente ficar feliz e avaliar negativa !!!!

  3. Excelente o tema. Gostei das colocações. Já tive cliente que reclamou da minha embalagem reciclada, a princípio não gostei, tenho muito trabalho separando caixas e preparando-as para enviar, mas passado esse primeiro momento achei que estava recebendo uma dica para melhorar e foi o que fiz. Crítica de cliente para mim é ouro… mas que dá medo e um certo ódio (rs) ah dá, não vou mentir, principalmente quando já está na avaliação e não de forma privada. Não encontrei nada negativo no seu texto, quem sabe na próxima rs.

  4. Vera Cristina Gomes Bocchi

    Graças a Deus não aconteceu comigo até agora, nenhum cliente reclamou, procuro estar atenta a todos os pedidos e estou sempre em contato com os clientes, sempre procuro confirmar, perguntar se o cliente deseja alguma alteração no pedido ou peço sempre sugestões enfim procuro sempre deixar o cliente bem a vontade, mais se acontecer alguma insatisfação por parte do cliente, foi ótimas dicas, saberei agora como proceder, valeu, ótimas dicas, obrigada

  5. Excelente!
    Estou tendo um problema assim.
    Assaltaram o carteiro, levando a mercadoria.

  6. Concordo plenamente.
    Estou passando por um problema desse tipo, onde fiz uma tapeçaria em 4 poltronas e não ficou como esperava e ainda tenho que ficar ligando para saber a data de entrega.

  7. Ótimo post! Obrigada!
    Nossa fico muito irritada quando o cliente não observa prazos de produção e entrega (descritos na página do produto e nas políticas da loja) e depois reclama que ainda não recebeu! Nossa nessa hora uns 20 cabelos brancos brotam da minha cabeça! Ou então quando faz a compra direto sem perguntar nada e depois da arte aprovada fala sem cerimônia: “_Quero máxima urgência!”

    Tem que ter muita sabedoria e paciência nestas horas!

  8. Muito bom o texto!!
    A saída é ter educação e equilíbrio nessa hora mesmo.
    Já passei por umas também, mas sempre dou total razão ao cliente, mesmo ele não tendo, rs. E já ocorreu ate de uma cliente tirar a avaliação negativa só por eu ter respondido com educação, ela percebeu que poderia ter falado comigo em particular e que foi precipitada na avaliação.
    Acho que o site poderia ter um alerta mais “luminoso” sobre o prazo de entrega.

  9. É um assunto que se formos abordar de uma forma mais ampla rende se dias falando .
    Acredito que todos nós erramos e mesmo quando estamos certos aprendemos.
    Confesso que algumas vezes fiquei irritada,hoje não acontece mais .
    Aprendo todos os dias e toda hora,porque praticamente todos os dias tem um problema
    Se não é nosso é dos correios,ja cheguei a ficar com 17 encomendas atrasadas no mesmo periodo e alguns clientes mais irritados e outros menos.
    É uma experiencia estressante pois você não sabe quando terá fim pois dependemos da transportadora para fazer a entrega e na maioria das vezes que se abre uma ocorrencia não é resolvido em tempo habil.
    Devolver o dinheiro para o cliente é complicado pois em algum momento ele vai receber esse produto.
    Ficar com o dinheiro do cliente sem que ele tenha a compra tambem não é correto.
    O que se faz em uma situação dessa ?
    Devolve o dinheiro e aconselha o a rejeitar a encomenda?
    Sendo que ele pode aceitar.
    Deixa lo sem o dinheiro e a encomenda?
    Acho que é um assunto que poderia ser abordado .

  10. Muito boas as suas colocações! Obrigada pelas dicas. Realmente, não dá para levar para o lado pessoal, embora dê uma raiva… No fim das contas, fica sempre um aprendizado. Mesmo que seja o puro exercício da paciência… rs

  11. Já tive alguns casos, sempre ofereço a devolução do valor pago, geralmente resolve. Mas tem uns do mal, que querem difamar a loja a todo custo. Acho que o mais importante é a transparência na relação com o cliente, se colocar no lugar mesmo e trazer o cliente pra sua realidade.
    Grata pelo texto!

  12. amei o post, eu sou muito calma,aceito as reclamações, vejo o que posso fazer, se o erro é meu ou não, me desculpo, os clientes gostam de tratar comigo, me acham educada e responsável, mesmo o problema não seja meu eu ajudo da melhor maneira que posso, mas… sempre tem um mas, fico mal, muito mal emocionalmente, principalmente se o cliente chegar com estupidez, isso que preciso trabalhar.

  13. Complicadíssima esta situação, mas serve de exemplo para os próximos clientes desta “categoria” de complicados. É preferível que você peque pelo excesso do que pela falta. Durante os contatos via e-mail ou celular, sempre deixe recapitulado tudo o que foi acordado com a cliente e o que ela solicitou após o acordo e peça pra ela sempre confirmar as alterações. Por mais chata que você possa achar que vai parecer sendo insistente, é preferível que você tenha argumentos sólidos caso vier a acontecer algo de errado no futuro. Sempre me me aparece algum cliente assim eu percebo que tenho que alterar ou acrescentar mais itens na política da loja porque cliente tem comportamentos diferentes e a gente precisa estar preparada pra isto. :)

  14. Ana Maria V R Nunes

    Ótimo post Eder!

  15. Muito bom! todas as sugestões dadas para tratamento da situação são bastante práticas e fácil de aplicar. As vezes, mesmo sem uma solução concreta, o tratamento que é dado ao cliente faz todas a diferença no seu negócio e na manutenção desse cliente.

  16. Ótimo tema. Já tive dois problemas sérios com clientes. No primeiro fiz tags para um batizado. A cliente mudou de idéia e de concepção do projeto 15 vezes. O meu erro foi não ter estipulado um número mínimo de mudanças nas artes. No dia da entrega ela recebeu os produtos e disse que mais uma vez não tinha gostado. Ela via na internet outros modelos e queria adaptá-los ao seu de última hora. Acabei por dizer que não iria cobrar o material que estava entregando mas que também não faria mais nenhum material pois já havia perdido muito tempo e dinheiro com as mudanças que ela havia feito. Ela não gostou é claro mas ficou com o material. O outro caso foi na véspera do Natal recebi o pedido de uma conhecida aqui da minha cidade de 24 canecas para ela entregar para seus alunos. Ela precisava do material em 2 dias. Combinei então que usaria uma arte que estava na minha fanpage e só colocaria as cores vermelhas para as mulheres e preto para os homens. Mas na minha fanpage tinham duas artes bem parecidas de um desenho em formato de arabesco um mais simples e outro mais trabalhado. Eu fiz as canecas na arte mais elaborada e meu erro foi não ter enviado a arte para aprovação para minha amiga, pois estava em cima da hora. Resultado ela detestou quando foi pegar, reclamou um monte dizendo que os homens iriam ficar chateados com a arte toda elaborada que ela tinha visto a arte mais simples. Resultado para não criar caso cobrei só o custo da caneca e mostrei para ela os valores para provar. Pedi desculpas e ela levou contrariada as canecas. Sorte que ninguém reclamou mas ela também não retirou a reclamação. Fiquei sabendo por terceiros que os alunos adoraram as canecas Ela porem continuou detestando que no fim é o que vale, porque ela é que era a cliente. Como aprendizado, ficou a lição que mesmo na correria quando for fazer a personalização mandarei a arte e pedirei a aprovação por escrito para correr menos risco.

  17. Éder, é algo que pode acontecer com qualquer um, mas podemos diminuir este risco tomando alguns cuidados desde o inicio do pedido, como: deixar registrado toda solicitação e modificação feito pelo cliente, enviar fotos com o maior número de detalhes, manter sempre contato e informar o “status” do pedido, etc. Perdemos um pouco de tempo nisto, mas com certeza é menos tempo que perderíamos atendendo uma insatisfação de um cliente.

    Abraços,

  18. Ótimas orientações. Realmente é algo que não nos “cai bem”, mas temos que ter equilíbrio e sabedoria para lidar com a situação, e é claro como você mesmo disse, vamos aceitar como uma oportunidade de melhorarmos. Sucesso sempre. Obrigada Eder Machado.

  19. Excelente Eder!!! Ainda não tive problemas com meus clientes com a graça de Deus!!! Acho até que já perdi venda por deixar as coisas bem claras antes de fechar negócio. E já tive cliente que não aceitei fazer a encomenda porque o prazo que ela queria era muito curto e fiquei com medo de não conseguir cumprir. Mas falei isso pra ela e acho que foi até bom….ela pode ter ficado chateada na hora, mas ganhei mais credibilidade!.

  20. Obrigado
    Eu tenho colocado em pratica esse ensino

  21. Esclarecedor ,Eder!
    A palavra chave, responsabilidade. A loja é sua, quem colocou à venda foi vc então a responsabilidade é sua. não falo aqui de cobrança indevida, como citaram de não observacao do prazo, mas de problemas q podem realmente acontecer. O relacionamento , em todas as suas formas, entre duas ou mais pessoas é algo complicado, mas nos faz crescer.

  22. Realmente , estas coisas acontecem , principalmente com clientes que não leem nossas politicas de loja ou, mesmo, as informações no produto .
    O melhor , realmente , é responder com educação e não levar para o lado pessoal.
    O lado pessoal é nosso grande problema .
    Áurea .

  23. É verdade, acontece. Ainda não aconteceu comigo, mas vejo sempre pessoas comentando referente a esse problema com clientes. Muito bom a sua colocação quanto a essa situação que é bem frequente no nosso meio.

  24. Muito bom o texto. O caminho é esse mesmo,precisamos saber qual é a insatisfação do cliente e sua opinião com relação a este fato; pois isto só tem a contribuir . Irá fazer com que,possamos ter um novo olhar,ou seja, de forma positiva com relação ao atendimento e a qualidade do produto que está sendo comercializado.

  25. E duro lidar com isso comigoa a cliente queria uma peca pequena com tecnica da peca grande e a avisei que nao gica tao bom em pecas pequenas, mas ela quis quando levei ela odiou, e cimo era antes fo prazo ela pediu outro rosto pra peca dei um desconto e mudei, mas nao sei se gostou nao me deu retorno

  26. Marli Machado

    atos falhos pode acontecer com qquer um, infelizmente! Ninguém é perfeito mas, é imporatante demais sabermos lidar com esses tipos de acontecimentos…valeu pela dica!

  27. Maria Cristina Vercesi Dias

    Gostei e concordo com tudo. Temos que fazer de tudo para vermos o cliente feliz. Não devemos fazer aos outros o que não gostaríamos para nós. Portanto tudo o que vc falou tá corretíssimo. E devemos seguir. Não só eu mas eu acho que qualquer artesão quer fazer o seu melhor e suas dicas são muito boas. Muito obrigada!!!!

  28. Margareth Heib Toom

    …muito bom e esclarecedor seu artigo e principalmente não devemos os esquecer aquela frase bem antiga :” O cliente sempre tem razão!”

    • “O cliente tem sempre razão”??? Me desculpe mas eu discordo. Tem razão quem age com retidão, com honestidade, com princípios éticos em suas relações. A falta de caráter de alguns seres humanos não deixa de fora a categoria “clientes”, há sim, entre eles, algumas entidades mal intencionadas e desajustadas e mesmo isso sendo claro e comprovado ainda estariam com a razão????? Bizarro, surrealista e totalmente improcedente, me desculpe. Se tivéssemos nós, vendedores, o mesmo direito de avaliar a transação dando nota ao cliente, pode apostar que muita gente se recusaria a atender quem claramente só traz dor de cabeça. Em tempo, os terroristas islâmicos que compram passagens para derrubar aviões são CLIENTES das companhias aéreas, assim sendo, por esse raciocínio, eles também tem razão????? Passa da hora de revermos conceitos arcaicos e arraigados pela ação do tempo e criarmos nosso juízo sobre os fatos baseado nas peculiaridades que cada um carrega ao invés de usarmos uma máxima obsoleta que aniquila os detalhes que fazem a diferença de cada negociação em prol de meia dúzia de palavras de muito efeito e pouco conteúdo.
      Me desculpe a discordância, mas a prática e a realidade não corroboram essa afirmativa. Sucesso e muito boa sorte, mas se algum dia tiver o azar de se deparar com um cliente mal intencionado, talvez você repense esse conceito.

  29. Graças a Deus nunca passei por essa situação… mas é sempre bom ficar atenta a esses detalhes. Obrigada, Eder, por mais dicas valiosas!

  30. Angélica Feuerharmel

    Bom dia… Gostei do artigo. Isso está acontecendo comigo, tenho uma encomenda de caixa-convite p/ um casamento e a noiva quer um tipo de papel q/ não possuo então fiz o pedido mas o fornecedor não me passou a conta p/ depósito e não responde as minhas ligações. Não consigo finalizar o pedido da cliente e isso está gerando um certo incômodo.

  31. B.Elisabete Soares Cavallaro

    Boa tarde! É muito bom esse tema,e nós que estamos sempre fazendo nossos produtos geralmente personalizados, ficamos mais vunerávis a esse tipo de acontecimentos, pois muitas vezes, não conhecemos nossos clientes o suficiente p/ adivinharmos o que realmente ele está querendo, então nesta hora será necessário termos muita calma e muito jogo de cintura,para não queimarmos nosso filme.

  32. Maria das Graças Veloso dos Santos

    Este problema aconteceu comigo, pois o tecido fornecido pelo cliente não era o correto para a encomenda. Só que eu não fui firme em dizer para o cliente e realmente o trabalho ficou a desejar.Aprendí que se o material vai modificar o produto é melhor não aceitar a encomenda,
    Maria das Graças

  33. Ótimas colocações, no entanto infelizmente deixa de fora um componente da equação: a falta de caráter do ser humano que se estende a todos os âmbitos: existem médicos charlatões, mecânicos sem escrúpulos, vendedores mal intencionados e do mesmo modo, compradores sem caráter e a lista é infinita… para cada ramo de atividade encontraremos pessoas do bem e gente inescrupulosa em ambos pontas da transação. Infelizmente esta plataforma parece ignorar isso solenemente dando sempre razão ao cliente ainda que o mesmo incorra comprovadamente no crime de calúnia e difamação para os quais as penas cabíveis se encontram no Código Civil, e pior que isso, no meu caso, nem mesmo foi uma cliente, já que a compra nem foi efetiva e ainda assim a criatura teve o direito de fazer a avaliação. Já passa da hora de, como as outras plataformas pioneiras com o mesmo perfil, do mesmo modo terem, os vendedores, o direito de avaliarem seus clientes para evitar com isso desgastes desnecessários, afinal quem vai querer atender um cliente que reiteradamente só traz dores de cabeça???? Eu pelo menos me recuso atender quem já nos primeiros contatos me dá mostras de que não é alguém em quem eu possa confiar ou então que acredita que eu esteja aqui para paparicar e suprir as carências emocionais de gente desajustada. Tratar bem não apenas é minha obrigação mas faz parte da minha conduta e pela esmagadora maioria de 99% das avaliações que tive, isso fica muito claro, inclusive com comentários que ressaltam a qualidade do atendimento que prestei; bajular, mastigar, digerir e deglutir o processo da negociação vai além das minhas obrigações afinal não tenho um consultório psiquiátrico mas uma loja de produtos artesanais.

    • Gilian, eu tive duas pessoas muito próximas para cuidar com problemas mentais, visto que durou muitos anos, hoje sou uma psicologa na prática e reconheço quando a pessoa tem problemas emocionais e trato com cautela usando as mesmas táticas que usei com meus pacientes.
      Mas confesso que as vezes este acontecimentos me abalam também.
      Mas respiro fundo e vou em frete apresso a encomenda para ficar livre da cliente.
      abraços
      Hermina

      • Hermina, minha formação acadêmica é em História e na prática felizmente nunca tive que conviver tão de perto com pessoas desajustadas como relata. Que bom que isso lhe trouxe feedback para ter mais jogo de cintura nessas horas, do lado de cá eu já optei mais de uma vez por declinar do pedido e apresentar minhas desculpas ao comprador por não poder atender sua demanda… a última ocorreu semana passada. Uma venda de um arquivo digital no valor de $40,00 em que está claro na descrição a necessidade do envio de todas informações a serem customizadas, mas a cada contato e prova que enviava, a cliente me aparecia com novo pedido de mudança para incluir esse ou aquele detalhe e o pior, nem era lay out meu, ela o encontrou no Etsy e me pediu para fazer algo parecido, o que eu aceitei mediante a ressalva de que poderia replicar o conceito mas não exatamente o mesmo lay out…. gastei horas e horas na internet procurando vetores similares para baixar por que se tivesse que comprá-los, não poderia cobrar o mesmo valor. Resultado: horas de sono perdidas e um vírus que me custou mais de $100,00 para o técnico resolver… Quando peguei meu computador de volta, na mesma hora escrevi a mensagem informando de já se tornara inviável para mim aceitar o pedido e lamentava por tal situação. Ela ainda me escreveu irônica e provocativa, mas nessa hora, ao invés de ceder à vontade de dar um print na página do produto e circundar o texto onde informo a necessidade de que todas as informações de customização sejam fornecidas no primeiro contato, respirei fundo e ignorei… se fosse responder, só alimentaria aquela situação desagradável e ainda corria o risco de ser negativada mesmo sem a compra haver sido efetuada, já que o site infelizmente permite esse tipo de atitude.
        Boas vendas e sucesso para você =)

  34. Excelente artigo e diversidade de opiniões … isso vem provar a qualidade de vendedores que formam o elo7… Parabéns e respeito a todas as opiniões aqui colocadas…

  35. Muito bom, isso faz com que estejamos atenta, ao controle de qualidade de nossos produtos, antes do envio.

  36. O tema é muito bom e polêmico. Pelo visto, não sou a única com problema com alguns clientes que acham que somos videntes ou fábricas. Nosso produto é delicado, artesanal e feito com amor. Mas tem um tópico que está me preocupando a partir das mudanças nos critérios de avaliação do ELO7. Como vai ficar nossa pontuação? Pois segundo li, vão começar a ser atribuidos pontos por resposta rápida, e também avaliações. Essas avaliações injustas, poderão prejudicar a loja? Como nos defender deste tipo de cliente?

    • Liana Uehara

      Olá Cristiane!
      Em relação às avaliações negativas, estamos estudando modelos para identificar as exceções como o caso que você citou e evitar injustiças.
      O que indicamos para você é responder os clientes educadamente, de forma a mostrar para as pessoas que lerem a crítica negativa que você buscou resolver o problema ou mal entendido.
      Abraços

  37. Pelo jeito não é só eu que sofro com clientes que não reconhecem nosso trabalho. Já pensei muitas vezes em desistir, mais são mais os elogios do que as criticas Graças a Deus! Então vale a pena continuar.

  38. senkyoumucris

    lendo esses comentarios me deu animo de continuar, afinal não temos como agradar a todos por mais que façamos o maximo sempre deixamos algo de lado, o engraçado que para elogiar um bom é suficiente agora para reclamar escrever uma carta de duas folhas

  39. SÃO DICAS PRECIOSAS… OBRIGADO.

  40. Sabe gente não sei o que fazer, pois fiz meu pedido entreguei 10 dias antes e o cliente não confirmou o recebimento, e nem deu avaliação!! Mandei um brinde pra ela e nada nem um agradecimento, a agora minha loja não tem 1 avaliação, fiquei triste pois esperava até uma avaliação negativa e nada….pelo jeito ela deve ter odiado pra não dizer nada…

    • Liana Uehara

      Olá Adriana!
      Parabéns pelo seu atendimento, ele realmente foi #foradesérie! É importante educar seu cliente a fazer a avaliação. Escreva um bilhete de agradecimento pela confiança e solicite uma avaliação da compra junto com o brinde. ;)
      Abraços!

    • Oi Adriana, exatamente isso aconteceu comigo. Ela pediu um sapatinho e eu demorei um pouco para ver seu pedido, pois houve problemas de internet no local onde moro, expliquei os motivos e fiz o pedido e enviei 2 sapatinhos, pelo incômodo, demorou um mês e um dia para que ela recebesse, pois além de ser longe, quando o correio finalmente chegou, não havia ninguém para receber. O correio retornou e consegui ver pelo rastreio que ela recebeu.
      Pedi que reavaliasse a reclamação e que confirmasse o recebimento, mais de uma vez, e até hoje não obtive resposta. Abraços.

  41. Gostaria de dicas: tenho 3 clientes que já receberam seus produtos, porém não deixaram avaliação. Já solicitei por e-mail e nada. O que fazer nestes casos? Há algum ‘truque’ para que os clientes avaliem a compra?