Home | Negócio Criativo | Desenvolva seu Negócio | Estratégia de baixo custo para criar novos produtos: Produto Mínimo Viável (MVP)

Estratégia de baixo custo para criar novos produtos: Produto Mínimo Viável (MVP)

Quando o empreendedor tem uma ideia para criar um novo negócio ou lançar um novo produto, ele tem duas opções. A primeira e mais trabalhosa seria passar meses desenvolvendo teste até chegar no produto final, sem nenhuma garantia de que ele irá ser bem aceito por seus clientes. A outra opção seria criar um protótipo, utilizando poucos recursos para testar a aceitação do público, para que você possa coletar feedbacks para fazer os ajustes necessários no seu produto ou serviço, se necessário. O Produto Mínimo Viável, do inglês, “Minimum Viable Product”, ou apenas, MVP — é a versão mais simples de um produto com as características mínimas necessárias para que possa ser comercializado.

Estratégia de baixo custo para criar novos produtos: Produto Mínimo Viável (MVP)

Estratégia (de baixo custo) para criar novos produtos_ Produto Mínimo Viável (MVP)

O perfeccionismo às vezes pode ser uma característica não tão positiva para o empreendedor, pois isso o paralisa. Às vezes ficamos com medo de lançar um produto que não esteja 100% da forma que queremos e acabamos postergando seu lançamento. E aí quando o produto finalmente fica pronto, pode ser que aquela tendência já tenha passado ou muitos concorrentes tenha criado produtos muito parecidos.

Ao invés de criar produtos certos para o mercado da melhor maneira possível, simplifique. Criar um produto perfeito demanda tempo e, se o produto não for bem aceito, você pode perder meses planejando um produto que ficará parado em seu estoque. Por isso, mais que criar o produto da melhor maneira possível, é preciso ter certeza de que aquele é o produto certo. Para te ajudar, iremos compartilhar estratégias para colocar essa metodologia em prática.

Defina seu produto

Nesta etapa você precisará definir como seria o produto final, ou seja, a versão completa do seu produto. Nesta etapa leve em consideração os seguintes tópicos:

  • público alvo
  • definição do produto
  • recursos que irá precisar
  • funcionalidades do produto (quais soluções ele irá oferecer ao seu cliente)
  • quais serão seus diferenciais

Elimine os excessos

Após definir o produto completo, nesta etapa você irá simplificar o seu produto. Essa etapa é a mais difícil pois você irá precisará praticar o desapego da perfeição. Todo Produto Viável Mínimo apresenta apenas um conjunto mínimo das funcionalidades mínimas necessárias para validar uma ideia. Faça uma lista listas com as funcionalidades que merecem destaque para criar um MVP e invista nelas.

Trace metas

Para validar seu produto, estabeleça uma meta que pretende alcançar em um período de tempo. Isso vai não somente guiar você quanto contribuir em seu empenho e foco para confirmar se seu produto/serviço tem mercado mesmo ou não. Para estimular a venda, você pode vender por um preço promocional e solicitar o feedback aos seus clientes sobre quais as percepções sobre aquele produto e o que poderia ser melhorado nele.

Ao final deste processo, pode ser que, dependendo das avaliações do seu produto, ele tome outro rumo, que não seja o que você havia planejado inicialmente. Por isso, tenha a mente aberta para novas ideias e soluções!

Aprimore e faça novamente

Se o seu produto for bem aceito, você está no caminho certo! Agora é só aperfeiçoá-lo para a versão completa do produto. Se ele não teve o resultado que você esperava, não tem problema. Faça os ajustes que achar necessário para que possa fazer futuros testes novamente. Só não deixe que esse processo se estenda demais, a ponto de perder o tempo certo de lançamento no mercado.

Cuidados ao criar seu Produto Mínimo Viável (MVP)

Não é porque o MVP se baseia em poucas funcionalidades, que ele pode ser confeccionado com má qualidade. Ao fazer isso, você não obterá as respostas que necessita para saber se a sua ideia é razoável ou não. O segredo não é economizar de qualquer jeito, mas sim extrair o máximo dos recursos, utilizando o mínimo possível.

Fontes: Saia do lugar, Rock Content, Vida de Startup

Veja também:

+ Satisfação e fidelização dos clientes: como diferenciar sua marca

+ 7 coisas que os clientes procuram em sua loja do Elo7

Engenheira de produção de formação, apaixonada por empreendedorismo, DIYs, artesanato e tudo relacionado a ele. Acredita que só é feliz quem sonha grande e ao mesmo tempo é genuinamente grato por tudo que tem! Escreve aqui no Blog e também no Academia Craft Academiacraft.com.

Veja mais posts deste autor.

4 comentários

  1. Marcos Santos

    Muito bom, gostei das explicações.
    Estou iniciando no empreendedorismo com artesanato em couro.

    • Liana Uehara

      Olá Marcos!
      Obrigada pelo seu feedback!
      Muito sucesso com seu novo projeto, estamos na torcida!
      Abraços
      Liana

  2. Marcos Alves

    Interessante que, como usuário, nunca gostei muito deste conceito de MVP mas lendo seu artigo com a visão de empreendedor ele me abriu os olhos, pois creio que estou justamente nesta fase da busca da perfeição visando lançar um produto completo logo de cara. Vou rever meu planejamento. Obrigado!

    • Liana Uehara

      Olá Marcos!
      Fico feliz que o post tenha contribuído de alguma forma!
      Desejo sucesso em seus novos projetos!
      Abraços
      Liana