Home | Negócio Criativo | Histórias de Sucesso | Da música às criações em patchwork

Da música às criações em patchwork

criações em patchwork

O bate-papo do dia rendeu a história de sucesso da marca Ponta de Agulha de criações em patchwork. O resultado você lê a seguir! Vamos tomar um café e saber mais sobre seus produtos fora de série?

“Olá, meu nome é Consuelo Gonçalves, paulistana que vive em Pouso Alegre- MG, e a artesã responsável pela Ponta de Agulha. A marca já existe há uns 25 anos. O que me levou a fazer artesanato talvez tenha sido minha veia artística, pois desde pequena sempre gostei de bordar tapeçaria e fazer crochê, sempre ouvindo música.

criações em patchwork

Quando comecei a produção para vender, minha etiqueta tinha duas agulhas de tricô, pois era enlouquecida pelo tricô, tricotava o dia todo, fiz muitas peças durante muitos anos. Em seguida comecei a bordar, principalmente ponto cruz e foi aí que mudei as agulhas da minha etiqueta, e da mesma forma, bordava compulsivamente.

Paixão avassaladora por patchwork

Sempre quis fazer um curso de patchwork, mas nunca dava certo, até que em 2009, conheci minha professora, Jane Rotta e me encantei com a arte. Nunca mais parei, já expus meus trabalhos em 5 mostras aqui na cidade em que moro e desde o ano retrasado, iniciei com vendas.

criações em patchwork

Gosto de fazer sempre peças diferentes, com tecidos diferentes ou modelo diferente. Não gosto de fazer nada repetido, sou meio metida à artista, deve ser porque minha atividade principal é a música. Sou professora de Bateria e Percussão.

Criação por toda parte

Sempre fiz minhas artes em qualquer espaço da casa, com isso tinha lã, tecido, agulhas, etc pela casa toda, mas desde que comecei com o patchwork, tive que me organizar melhor. Hoje, separei um cômodo da minha casa e montei meu ateliê. Ainda não está como eu quero, mas pretendo deixá-lo mais funcional e charmoso. Pra fazer Patchwork é necessário ser organizado e ter tudo à mão, pois são muitos botões, paninhos, réguas, máquinas e etc, etc, etc.

Produção 100% autoral e manual

Os meus trabalhos manuais não são minha principal fonte de renda, pois como já citei, sou professora e musicista, mas em breve pretendo me dedicar exclusivamente à isso. Eu trabalho sozinha, faço todas as etapas de criação e confecção. Crio, corto, emendo os pedaços, faço o quilt e finalizo com as costuras e adornos.

criações em patchwork

Tento sempre fazer peças únicas e não gosto de trabalhar com encomendas. Acho muito difícil fazer um produto encomendado, fico muito insegura, com medo da cliente não gostar, de frustar as suas expectativas, etc. Prefiro fazer as peças pra pronta entrega, pois encomendas tomam um tempo muito grande e limitam minhas criações. Adoro fazer bolsas. É meu produto favorito e o que mais vende, mas minha paixão mesmo é o patchwork tradicional, feito com mil pedacinhos. Adoro fazer colchas, mantas, toalhas e painéis.

Motivação para colorir o mundo

Ter o próprio negócio é muito gratificante e um negócio criativo mais ainda, pois além de ser um trabalho, uma fonte de renda é também uma forma de expressão, de pertencimento e de contribuição com o mundo. Pois de uma certa forma, colorimos o dia a dia com nossa arte. Quem compra uma peça minha pode ter a certeza que foi confeccionada com o maior carinho, esmero e energias positivas. E esse é o maior valor que um produto feito à mão pode ter.

criações em patchwork

Como já disse, pretendo mudar de assunto com relação ao meu trabalho, não quero mais obrigações com relação à música, quero poder tocar  só por prazer e ser plateia. Com isso pretendo que meu trabalho manual seja cada vez mais divulgado e reconhecido, pra poder produzir mais e mais. Pertenço a uma Associação de cultura e artes aqui na cidade e faço parte de um núcleo de fiação artesanal e feltragem e queremos produzir peças originais e com características dessa região de Minas Gerais.

Experiência na Vila Madalena

Adorei participar do Armazém da Cidade, o espaço é uma delicia, super charmoso e uma excelente opção pro fim de semana, com pessoas bonitas, simpáticas e que sabem apreciar e valorizar o trabalho artesanal. É justamente o que busco. A junção de artesanato, gastronomia, paisagismo e música boa, ficou perfeita. O Espaço Elo7 ficou ótimo e as placas na parede são um sucesso.”

A lojista que também esteve no último Bazar Fora de Série agora convida para um passeio em sua loja. Vem conhecer mais produtos de sua autoria? Aqui.

bool(false)
Com antena ligada para novidades e tendências 7 dias por semana, paulistana vivendo em Ilhabela, é produtora de conteúdo criativo freelancer há seis anos, formada em Publicidade e Propaganda na ECA-USP, com especialidade em mídias digitais pela FGV. Autora do blog Colacorelinha , redatora do Blog do Elo7, gerenciadora de marcas na web e fã convicta de suculentas e sua força.

Veja mais posts deste autor.