Home | Negócio Criativo | Histórias de Sucesso | Dica de leitura: Oportunidades Disfarçadas

Dica de leitura: Oportunidades Disfarçadas

dica de leitura oportunidades disfarçadas

Momentos de crise são ruins, mas eles podem esconder muitas oportunidades de aprendizado e crescimento. Recentemente li o livro “Oportunidades Disfarçadas“, uma obra muito inspiradora e dica de leitura que pode ser útil para muitos criativos. Neste livro, escrito pelo empresário brasileiro Carlos Domingos, você encontrará um compilado com duzentas histórias de empreendedores que conseguiram pensar fora da caixa e criar negócios de sucesso a partir de suas próprias dificuldades.

No EUA, no início dos anos 1960, o sorvete dinamarquês era famoso por ser o melhor sorvete. E o empresário de Nova York, Reuben Mattus, se incomodava muito com isso, afinal, ele produzia o melhor sorvete de Nova York na época. Mas esta fama prejudicava seus negócios, pois sempre buscou a excelência na fabricação de seu produto. Em 1961, resolveu abrir um novo negócio, após incrementar a receita da sua família e desenvolver um sorvete incrível, feito com pedaços de frutas, ingredientes naturais e creme fresco, em produção artesanal.

Ao experimentar o produto muitas pessoas se espantavam ao saber que aquele sorvete não era dinamarquês e muitas diziam “Que pena, achava que era dinamarquês”. Após essa experiência, o Sr. Reuben teve a ideia de criar um nome para o seu sorvete que soasse escandinavo, e assim, tentar atrair mais clientes. Após uma visita à biblioteca local para pesquisar sobre o idioma dinamarquês, chegou a uma palavra: Häagen-Dazs. O mais curioso é que Häagen-Dazs não há significado no dicionário, mas atualmente é sinônimo de sorvete premium em qualquer lugar do mundo.

Outro caso interessante é sobre como o jogo “Banco Imobiliário” ou “Monopoly” foi criado. Na crise de 29 dos EUA, um pai muito preocupado em educar seus filhos sobre gestão financeira através da compra e venda de imóveis, resolveu criar um jogo para ensinar este tema de uma forma prática e divertida para seus filhos. Após notar a aceitação do jogo pelos filhos, amigos e vizinhos, resolveu levar um protótipo  do jogo para um dos maiores fabricantes de jogos da época, que recusou o projeto pois pensava que as crianças achariam aquilo muito chato.

Como o criador acreditava muito em sua ideia, juntou  suas economias, fabricou manualmente 1.000 unidades e rapidamente todos os jogos foram vendidos em uma pequena loja. O jogo ficou famoso pela região e assim outros milhares foram produzidos. E mesmo hoje, na era dos vídeo games e tablets, este jogo ainda é um sucesso.

Toda empresa tem seus altos e baixos e muitas vezes os momentos de crises são os mais importantes para “forçar” a nossa reflexão sobre pontos importantes que ainda não foram explorados, ou que ainda não tiveram a atenção merecida.

Gostou da dica de leitura? Conta pra nós o que você achou nos comentários!

bool(false)
Engenheira de produção de formação, apaixonada por empreendedorismo, DIYs, artesanato e tudo relacionado a ele. Acredita que só é feliz quem sonha grande e ao mesmo tempo é genuinamente grato por tudo que tem! Escreve aqui no Blog e também no Academia Craft Academiacraft.com.

Veja mais posts deste autor.

5 comentários

  1. Carol Floriano

    Amei a dica de leitura! Os casos são inspiradores, obrigada!

  2. Já li e reli este livro duas vezes. É realmente uma carga enorme de inspiração e motivação. Vale muito a pena “investir” neste conhecimento.

  3. Valeu a dica Liana! Vou ler..

  4. Esse livro é ótimo! Muito inspirador. :)

  5. Muito boa dica,casos inspiradores vou ler.