Home | Negócio Criativo | Histórias de Sucesso | Eu amo fazer artesanato: conheça a Bruna

Eu amo fazer artesanato: conheça a Bruna

Para hoje, o bate-papo criativo é com a Bruna Abecia do Eu amo fazer artesanato, publicitária que está a frente desse projeto criativo e também adentra ao Blog do Elo7 como colunista. Bruna nos conta mais sobre sua vida criativa, proposta do trabalho e perspectivas. Vamos ficar por dentro de suas atividades? Prepare um cafezinho e acompanhe a conversa.

Eu amo fazer artesanato: entenda a proposta

1. Qual a sua formação e como o artesanato entrou em sua vida?
Sou publicitária e tenho nove anos de carreira, passei por agências de propaganda e por departamento do marketing. Minha mãe sempre fez artesanato, me lembro de muito pequena pedir para ela usar tesoura, tecidos e cola quente. Foi ai que ela decidiu me deixar fazer, mas comprou coisas específicas para mim, comecei com as miçangas coloridas fazendo aquelas flores clássicas dos anos 90.

Eu amo fazer artesanato 1

2. Como surgiu o EAFA e como é o seu trabalho no dia a dia?
O EAFA surgiu em 2012 quando eu senti a necessidade de falar com mais pessoas sobre o assunto além da minha mãe e da minha avó, no meu círculo de amigas nenhuma fazia artesanato e foi aí que entrei no Facebook. Depois que criei a página e o canal do Youtube, fui para as outras redes sociais.

Meu trabalho é garimpar os artesanatos mais inspiradores e que tenha muita qualidade, queremos entregar sempre o melhor para quem acessa a página. A intenção é  deixar outros com vontade de fazer, por isso existe um foco muito grande nesse cuidado com o conteúdo.

3. Você percebe um público variado interessado em criação artesanal? E esse interesse vem crescendo?
Percebo sim, atualmente o meu universo “passeia” por dois públicos bem interessantes, o primeiro deles é o de mulheres com a minha faixa etária (entre 25 e 35 anos) que já faziam alguma técnica, se identificam comigo e compartilham seu trabalho, e o segundo são das mulheres mais maduras que me vêem como filha ou neta, e que sempre me ajudam quando peço dicas, ideias novas, pois a experiência delas é enorme e muito inspiradora para mim.

4. Para quem nunca adentrou ao universo das criações, o que diria e daria como dicas para começar novas técnicas?
Acho importante primeiro estar aberto a conhecer várias técnicas antes de se aventurar em uma só, você pode começar por alguma mais familiar, que talvez ela já tenha visto a mãe ou alguma amiga fazendo, isso facilita na hora de pedir dicas ou aulinhas presenciais. Mas hoje com a internet nada impende de você se aventurar e conhecer alguma técnica diferente, com várias aulas online é possível aprender bastante!

5. Quais são suas expectativas com seu projeto criativo?
Atualmente minhas expectativas são trabalhar como formadora de opinião nessa área, escrever e aprender mais sobre técnicas que ainda não me aventurei. Além disso, dar mais laboratórios criativos relacionados a diversos temas dentro desse universo e crescer o meu canal de vídeos. E o principal, que o EAFA seja uma marca inspiradora para a leitora, que ela me veja como uma amiga e que sempre que precisar, estarei aqui para ajudá-la nas aventuras artesanais.

Desejamos toda sorte ao Eu amo fazer artesanato e muitas criações pra Bruna e leitores!

Ficou inspirada(o) com a conversa e quer ver diferentes técnicas artesanais? Fácil, vem cá!

bool(false)
Com antena ligada para novidades e tendências 7 dias por semana, paulistana vivendo em Ilhabela, é produtora de conteúdo criativo freelancer há seis anos, formada em Publicidade e Propaganda na ECA-USP, com especialidade em mídias digitais pela FGV. Autora do blog Colacorelinha , redatora do Blog do Elo7, gerenciadora de marcas na web e fã convicta de suculentas e sua força.

Veja mais posts deste autor.

3 comentários

  1. Vocês dão cursos desses artesanatos que vocês apresentam no blog? Tenho muita vontade de aprender, principalmente agora que estou desempregada. Parabéns os trabalhos são todos lindos!!!

  2. Olá… eu gostaria de abrir algo relacionado principalmente a lembrancinhas de festas, mas não sei nem por onde começar e nem o que fazer.