Home | Negócio Criativo | Histórias de Sucesso | Lojista em destaque: Luciana e Eleila, da Aolibama

Lojista em destaque: Luciana e Eleila, da Aolibama

artesas

Olá! Somos Eleila Bucci e Luciana Giovannini e nossa loja na Elo 7 chama-se Aolibama e foca em brinquedos educativos.  Somos mineiras e residimos há 14 anos em Tiradentes, Minas Gerais, cidade histórica que escolhemos para viver e desenvolver nosso o ateliê.

Nossa escolha

Decidimos trabalhar com este segmento do artesanato  porque gostamos do universo imaginário que envolve a infância, o seu processo educativo e criativo. Eleila é enfermeira antroposófica e trabalhou na Alemanha com crianças especiais; lá aprendeu a fazer brinquedos que auxiliavam nos cuidados com as crianças. Já a Luciana é socióloga, estudou artes e trabalhou por muito tempo com crianças e adolescentes de periferia no projeto Circo Escola do estado de São Paulo.

Aolibama é um ateliê de brinquedos educativos e terapêuticos, além de jogos antigos e objeto de arte.

artesa

O aprendizado por trás dos produtos

O objetivo é desenvolver um trabalho artesanal dando ênfase à simplicidade das formas. As peças são produzidas a partir de madeira de reflorestamento e de demolição recicladas cuidadosamente. Cada trabalho é desenhado, esculpido e pintado à mão, tornando cada peça um objeto único.

Eleila , quando morou na Alemanha, estudou Antroposofia e aprendeu a fazer alguns brinquedos antroposóficos. Em Tiradentes, aprendeu a bordar com Dona Antônia Dumont e Demóstenes Vargas do grupo Matizes Dumont. Complementando as técnicas aplicadas, Luciana aprendeu desenho, pintura e computação gráfica em escolas livres de arte e também com alguns professores particulares.

artesa1

Para a atividade com a madeira, quando chegamos a Tiradentes, encontramos um mestre, um marceneiro e escultor boliviano chamado Nicolas. No início, ele nos ajudou muito e nos ensinou tudo sobre madeira e máquinas apropriadas para cada tipo de trabalho. Além de cada um desses personagens importantes que enriqueceram nosso aprendizado, fizemos e fazemos até hoje muitas pesquisas sobre arte, artesanato, design, brinquedos e jogos antigos. As pesquisas são realizadas principalmente através de livros e profissionais ligados à área; psicólogos, pedagogos, fonoaudiólogos, pediatras, artistas, colecionadores de brinquedos, entre outros.

 A proposta da marca

O conceito do ateliê é resgatar brinquedos e brincadeiras antigas, desenvolver o produto e possibilitar o contato das crianças de hoje com brinquedos produzidos de forma artesanal.

A marca começou há 14 anos e nos dedicamos bastante durante todo este tempo para sobreviver e enfrentar o mercado repleto de produtos industrializados. Entendemos que o produto deve ter qualidade, desde os materiais até o acabamento final, essa é uma preocupação do ateliê. Os brinquedos que vão para as mãos de crianças devem ser muito bem acabados garantido a segurança na manipulação do objeto. Somos da opinião e acreditamos que quem como nós, pratica arte, deve amar o que faz, porque não é o retorno financeiro que nos faz sentir realizado, mas o prazer de produzir objetos criativos que serão consumidos por pessoas sensíveis.

O processo criativo

Fazemos praticamente tudo no ateliê, a pesquisa, o desenho, a elaboração do brinquedo até a embalagem. Produzimos toda a parte de computação gráfica para propaganda no site, blog e loja virtual, inclusive as fotos dos brinquedos. Eleila Bucci faz todo o trabalho de madeira e bordado. É ela quem manipula as máquinas da oficina. Luciana é a responsável por todo o acabamento e pintura. Dentro de casa temos um estúdio onde é produzido a parte de desenho, computação gráfica, pintura, bordado e embalagens dos brinquedos.

artesa2

Terceirizamos algumas etapas do trabalho que exigem equipamentos mais sofisticados e de custo muito alto, como impressão em gráfica de imagens utilizadas em alguns brinquedos e o serviço de torno em madeira.

Gostamos de todas as  fases, algumas são mais cansativas do que as outras, exigem mais paciência, mas cada uma de nós faz aquilo que gosta de forma a tornar toda a produção prazerosa. A etapa preferida é, sem dúvida, o momento em que agente embala o brinquedo e entrega ao consumidor, sensação de missão cumprida.

É mais que trabalho, é estilo de vida

Conciliar o ateliê com as tarefas domésticas, compromissos familiares e outras atividades não é fácil para quem trabalha na própria residência. É preciso muita disciplina e dedicação. Temos horários para produzir, para manter o ateliê aberto e, como vivemos em uma cidade histórica, essas atividades se estendem pelo final de semana.

favoritos

Trabalhamos muito, mas como já dissemos, é compensador porque fazemos o que gostamos. Como diz um amigo meu é mais que um trabalho, é um estilo de vida. Todas as atividades do cotidiano estão inseridas dentro deste contexto, tudo envolve o ateliê.

Além da questão da gestão do tempo, uma dificuldade no início é encontrar esse mercado, descobrir o consumidor do seu produto. Porém, qualquer obstáculo é superável e o resultado final é sempre muito gratificante, o sorriso de uma criança diante do brinquedo é a confirmação de que o trabalho valeu a pena.

Os filhos favoritos

O produto favorito é os “Músicos de Bremem”, um quebra-cabeça de equilíbrio, fantástico pela sua história, suas cores e o seu valor terapêutico. Gostamos muito também do Ioiô de Teto e do Quebra-cabeça de Mandala, pelo seu caráter lúdico e artístico. É muito difícil apontar o filho preferido, cada um deles tem sua particularidade, seu objetivo, sua história e sua beleza única.

Ter o próprio negócio

Optar pela vida autônoma é uma sensação de conquista. São quatorze anos de dedicação e pesquisa, sobreviver de artesanato nesse país é uma vitória muito grande, acreditar no poder educativo dos brinquedos artesanais e lutar pela sua sobrevivência é um propósito de vida.

pronto

O ateliê Aolibama hoje é nossa principal fonte de renda, realizamos outras atividades como complemento. Por muitos anos investimos para que o ateliê continuasse existindo, acreditamos na proposta e insistimos nela, hoje temos várias fontes de vendas, o turista em Tiradentes, a internet através da Elo7 e os lojistas de todo o Brasil por meio de um representante.

O mercado ainda oscila muito, temos altos e baixos, alguns momentos de pico como a semana da criança e o Natal. É preciso produzir nesses períodos para cobrir as baixas de outros momentos, mas graças a Deus, vendemos tudo o que produzimos.

Oficina para Crianças

Agora que a gente teve a oportunidade de contar mais sobre nosso conceito, dia a dia e marca,  gostaria de complementar este papo compartilhando um projeto que temos de oficina para crianças, é a Brinquedos que Brincamos com o Vento. É um trabalho que desenvolvemos paralelo ao trabalho do ateliê com muito carinho. O objetivo  é resgatar e preservar os antigos brinquedos e brincadeiras, estimular a criatividade e a habilidade das crianças na construção do seu próprio brinquedo.

Antigamente a brincadeira começava com a construção deste. E é a confecção artesanal que permite o desenvolvimento, coordenação motora, equilíbrio e habilidade manual essencial para o aprendizado e a evolução da criança. Os trabalhos propostos neste projeto fazem parte de um conjunto de brinquedos e brincadeiras conceituados como Patrimônio Cultural da Humanidade. Realizar esta atividade é preservar a memória do homem comum, resgatando a sua identidade. Ao levar esta história  adiante possibilitamos a interação entre gerações retomando a infância, a imaginação e o fantástico que existe em cada um de nós.

Vocês se identificam com esses conceitos e esta forma do brincar? Venha conhecer os frutos do nosso ateliê e arte em nossa loja! Sejam todos muito bem-vindos!

bool(false)
Com antena ligada para novidades e tendências 7 dias por semana, paulistana vivendo em Ilhabela, é produtora de conteúdo criativo freelancer há seis anos, formada em Publicidade e Propaganda na ECA-USP, com especialidade em mídias digitais pela FGV. Autora do blog Colacorelinha , redatora do Blog do Elo7, gerenciadora de marcas na web e fã convicta de suculentas e sua força.

Veja mais posts deste autor.

7 comentários

  1. Fantástico! Sou psicóloga, trabalho com crianças e amei a dica dessa loja! Com certeza me tornarei cliente!!!!!!

  2. Lindo o trabalho! Adorei o resgate desse tipo de brinquedos, sem pilhas nem tomadas!

  3. Parabéns, lindos trabalhos!!

  4. Luciana Giovannini

    Obrigada a todos os leitores pelo carinho. Estamos muito felizes com a repercussão da entrevista.
    grande abraço,
    Luciana e Eleila

  5. Luciana e Eleila! Parabéns!
    Esta semana mesmo me chamou a atenção numa entrevista, o comentário de alguém que disse que o mais triste é que a criança deixou de ser criadora do seu mundo para ser consumidora…
    É maravilhoso ver pessoas resgatando os verdadeiros valores. Com certeza o sucesso de vocês está garantido!
    Um abraço,
    Elaine

  6. Dora Casimiro Costa

    Que trabalho lindo! Tenho uma loja de brinquedos educativos – Verde Limão brinquedos (SP) e com certeza entrarei em conato com elas.
    Dora Casimiro Costa