Home | Negócio Criativo | Dicas para sua loja | Mãe e empreendedora: Dicas de lojista

Mãe e empreendedora: Dicas de lojista

Mãe e empreendedora: Dicas de lojista

A vida de empreendedor é repleta de desafios. Temos que atender aos prazos combinados com os clientes, desenvolver e criar os produtos, comprar materiais, pesquisar preços e muitas outras atividades. Para ajudar quem pretende adicionar à essa lista as atividades de mãe, convidamos quatro lojistas do Elo7 para compartilhar suas experiências e dar dicas sobre as dores e delícias da jornada dupla de mãe e empreendedora, são elas: a Andréia da loja Magiarte Decorações, Elizamara da loja Atelier Casa de Feltro, a Bete da loja Ops! Bolsas e Acessórios em Tecido e a Tatiana da loja Ateliê da rua rosa.

1. Como a maternidade as motivaram a empreender?

O que levou a Elizamara e a Bete a empreenderem foram as necessidades especiais dos seus filhos. Elas não podiam se ausentar de casa por muito tempo para cuidar de seus filhos e descobriram no Elo7 uma oportunidade de ganhar renda extra. A Tatiana e a Andréia saíram de seus empregos para trabalhar com o que amam e educar seus filhos de pertinho.

2. Como conciliam o tempo com o seu negócio criativo e suas responsabilidades como mãe?

Durante o tratamento do seu filho, a Bete costuma responder as mensagens de seus clientes do Elo7, atualizar as redes sociais e fazer pesquisas, tudo pelo celular. Outra opção para aproveitar o tempo nesses casos é a leitura de livros e revistas sobre empreendedorismo ou técnicas artesanais relacionadas ao público-alvo que você pretende alcançar.

No horário escolar de seus filhos, todas as lojistas acham importante reservar o horário para colocar a mão na massa, desenvolver e confeccionar os produtos, embalar, fazer as entregas no correio e comprar materiais.

FotorCreated-3

Centro de mesa Coroa Magiarte Decorações, Aviador voando nas nuvens Atelier Casa de Feltro, Porta talher Ops! Bolsas e Acessórios em Tecido, Naninha matrioska Ateliê da rua rosa

3. Qual os maiores benefícios de ser uma mãe empreendedora? E os desafios?

Para a Elizamara, um dos maiores benefícios é poder sentir o orgulho e a admiração nos olhos de seus filhos quando mostra o resultado de seu trabalho, isso a motiva sempre a continuar. Poder trabalhar em casa, ter flexibilidade de agenda e poder trabalhar com o que ama, são os principais benefícios para a Tatiana e a Bete.

Um desafio em comum para todas as mamães entrevistadas, é conciliar e organizar o tempo para realizar as atividades de mãe e empreendedora. Mas concordam que com uma boa dose de organização, planejamento e foco, é possível dar conta de tudo.

4. Que dica daria para quem pretende ser uma mãe empreendedora?

A Andréa e a Tatiana acham que é importante se jogar no mundo e se arriscar, para isso aconselham colocar tudo no papel, correr atrás de informações para desenvolver o seu negócio criativo, fazer cursos online em casa, que podem ser encontrados gratuitamente em sites como o Sebrae e Endeavor, por exemplo, e investir na sua capacitação.

Outro ponto muito importante é impor alguns limites para sua família saber quando e onde é o seu espaço de trabalho. Se você tem um cantinho na casa para trabalhar, a dica da Tatiana é apropriar-se dele de forma a dizer “aqui é meu trabalho” e determinar também o horário que você estará ocupada com os afazeres da loja. Ela também aconselha a tirar o pijama e arrumar-se pois acredita que o sucesso do seu trabalho vai depender principalmente do jeito que você o vê e mostra para os outros. Avalie constantemente o que está dando certo e o que falta. No começo é comum misturar os ambientes e as rotinas, costurando com o filho no colo, deixando o sofá interditado com tecidinhos, mas ao nos organizarmos, conseguimos separar essas atividades e sermos melhores, no trabalho e em casa.

O que achou das nossas dicas? Caso queira compartilhar a sua experiência ou alguma dica conosco, não deixe de comentar aqui em baixo!

bool(false)
Engenheira de produção de formação, apaixonada por empreendedorismo, DIYs, artesanato e tudo relacionado a ele. Acredita que só é feliz quem sonha grande e ao mesmo tempo é genuinamente grato por tudo que tem! Escreve aqui no Blog e também no Academia Craft Academiacraft.com.

Veja mais posts deste autor.

5 comentários

  1. Comecei a empreender agora, tenho um filho de sete anos e uma bebê de 6 meses. Acabando minha licença pretendo pedir a conta no serviço pois prefiro não colocá-la na escolinha. Estou me deparando com as primeiras dificuldades, misturando tudo…tem materiais pela casa toda! Mas sei que com o tempo vou colocar tudo em ordem, é uma questão de tempo, pois minha bebê ainda requer muita atenção, mama no peito…
    Mas não vou desistir nunca, não tenho preguiça de trabalhar.
    Obrigada pelas dicas para mamães empreendedoras…

  2. Muito boa matéria Liana. Estaremos divulgando em nossos canais. Muito obrigado pelas idéias e informações.

  3. Me identifiquei totalmente … tenho uma filha de 13 e um bb de 7 meses! Largava realmente tudo espalhado (cozinha, sala, quarto) agora tenho um cantinho próprio e horário pré determinado , estou amando trabalhar e cuidar dos meus filhotes bem de pertinho.

  4. Que lindo amei a matéria e fico feliz em ajudar as mamães guerreiras!! Juntas podemos mais!!!

  5. Tenho um menino de 11 anos e uma filhinha com 8 meses. Há 3 anos eu já havia largado o emprego pra trabalhar em casa e ficar mais perto do meu filho, mas agora com a bebê, confesso que não é facil conciliar meu trabalho com a vida de mãe, esposa e dona de casa. Há dias em que é preciso escolher a qual vou me dedicar mais. Mas vale muito a pena pois amo o que faço e pra mim é impossível abandonar qualquer uma dessas funções. Com disciplina, coragem e muito amor vou seguindo em frente. Obrigada pelas dicas!