Home | Bebê e Infantil | Férias em casa ou recreação na escola?

Férias em casa ou recreação na escola?

Férias em casa ou recreação na escola?

Férias em casa ou recreação na escola? Esta é uma pergunta que cabe uma reflexão. Não é uma tarefa muito fácil encontrar um lugar divertido e seguro para deixar os filhos nas férias da escola. Todo mundo sabe que criança de férias quer brincar e se divertir. Por isso, vamos apresentar aqui alguns prós e contras que poderão ajudar na hora de tomar a decisão.

Prós e contras – férias em casa

  • A criança se sente à vontade e segura no seu quarto ou em outro espaço da casa. ✓
  • O excesso de liberdade pode contribuir para indisciplina. :(
  • Pode dormir até mais tarde e sair da rotina para relaxar. ✓
  • É preciso estabelecer uma rotina flexível de atividades para a criança e contar com a supervisão de um adulto. – ponto a ser levado em conta.
  • Explorar os seus próprios brinquedos e brincar mais tempo junto com irmãos ou adulto ✓
  • Liberdade para fazer programas diferentes sem sair de casa ✓
  • Ficar muito tempo assistindo televisão. :(
  • Não ter opções de atividades diversas para brincar :(

Prós e contras – férias na recreação escolar

  • A escola já tem uma programação de férias ✓
  • As programações podem ser rígidas como nos dias de aula. :(
  • A criança fica mais livre do que nos dias de aula, mas tem horário estabelecido para tudo. :(
  • Ambiente é seguro e monitorado. ✓
  • A liberdade de fazer o que deseja é pequena. :(
  • As atividades são variadas e contextualizadas. ✓
  • A criança continua não podendo escolher o que quer assistir ou fazer uma vez que a decisão sempre é no coletivo. :(
  • Não explorar outros ambientes. :(
  • A escola pode levar para o cinema ou fazer passeios diversos. ✓

Ao ler os pensamentos acima gerados a partir de cada ambiente e cenário, qual opção vê como mais coerente para a sua rotina e de seu filho?

Férias em casa ou recreação na escola?

Cabe observar algumas questões: Em casa há uma pessoa de confiança para supervisionar a criança? Sua casa é segura, caso a criança se perceba sem um adulto por perto? Na escola ela terá que cumprir os mesmos horários dos dias letivos? A escola tem uma programação flexível? A criança participa da elaboração da programação de férias? E mais: Se nos colocarmos nos lugar da criança, você gostaria de ficar suas férias toda no seu ambiente de trabalho?

Férias em casa ou recreação na escola?

Brincadeira com bonecas e roupinhas de feltro loja Ateliê Trapinho

Hoje já é possível perceber que temos uma vasta e excelente oferta de lugares para deixar os pequenos no contra turno da escola, bem como nas férias. Porém, por outro lado, se há a possibilidade de manter seu filho(a) sob o cuidado de um responsável em casa, também pense que há inúmeras atividades para mantê-lo entretido! A seguir, só algumas sugestões de brincadeiras para fazer em casa nas férias: esconde-esconde, contação de histórias, massinha de modelar, caixa mágica, sons misteriosos, casinha, jogos diversos…

No Elo7, você encontra boas ideias para brincadeiras criativas dentro e fora de casa! Vem ver aqui.

Será que a abordagem lhe ajudou a tomar uma decisão? Boas férias!

Imagens ilustrativas Portal UOL

bool(false)
Doutoranda na área de Educação pela Universidade de São Paulo, Mestre em Psicologia, Psicopedagoga, Psicóloga, membro diretor da Associação Brasileira de Brinquedotecas, membro da International Toy Library Association, experiência em gestão na primeira infância, pesquisadora do grupo CIEI – Contextos Integrados em Educação Infantil da Faculdade de Educação da USP, autora de vários livros sobre os jogos, brinquedos, brincadeiras e brinquedotecas, professora na graduação em Pedagogia e coordenadora na Pós-Graduação em Psicopedagogia. Consultora da empresa Reis Ludos – Educação e Ludicidade. Contato: sireoli@yahoo.com.br

Veja mais posts deste autor.

Um Comentário

  1. Eu sou de uma epoca, em que as criancas brincavam de pega, roda, subir em arvores…Hoje em dia isso nao acontece com frequencia,o mundo ficou muito perigo.Porem, penso que cabe a nos adultos, ver o que e melhor para nossas criancas.Fui muito feliz na minha infancia.