Home | Gente que Inspira | Entrevista | Criatividade com raízes brasileiras

Criatividade com raízes brasileiras

artes_entrevista
Somos Francisco e Sandra, de São Paulo, capital, porém residimos desde 2008, em João Pessoa-PB.

A Babel das Artes nasceu em agosto de 2008, logo ao mudarmos de São Paulo para a Paraíba em busca de uma vida menos acelerada. A primeira coisa que fizemos na abertura da loja no Mercado de Artesanato em João Pessoa foi criar um blog. Por meio dele, geramos demanda de outras regiões por nossos produtos e, assim, surgiu a necessidade de abrir uma loja virtual. Optamos pelo Elo7  porque tinha foco no artesanato além das facilidades de uso.

 trabalhoartesanal
Pé na criação
Sempre trabalhamos no setor de Economia Criativa – ambos fomos designers gráficos em São Paulo por mais de duas décadas. Também sou artista plástico e Sandra já prestava serviços em Marketing e Comunicação. O que fizemos foi unir o gosto pela arte e experiência estética para garimpar tesouros do artesanato brasileiro, promovendo a fruição dentro da cadeia produtiva.
 
A inspiração para a marca
O nome Babel das Artes sugere a variedade de técnicas, além de lembrar que todos os produtos têm uma origem e história bacana. Seja pela técnica ou pelos artesãos envolvidos. Para destacar alguma técnica, citamos a renda renascença. Um vestido, por exemplo, pode levar até 6 meses para ficar pronto, envolvendo até 5 rendeiras. É um trabalho artesanal fino, que exige talento, técnica e bastante empenho já que é feito apenas a partir de linha e agulha. Ponto a ponto à mão.
artesanatobrasileiro
Hoje o ateliê de pintura é em casa. Já as peças artesanais são de mestres ou de cooperativa de artesãos, a maioria do Nordeste, mas temos também peças de outras regiões do Brasil. Há também casos de bolsas prontas que são customizadas. Como não costuramos, estas peças são solicitadas aos ateliês.
Entre os produtos marcantes, também estão as flores de escamas de peixe que compõem objetos de decoração e bijuterias. As pétalas são coladas uma a uma à mão. Isso exige muito tempo e capricho dedicados à cada flor. Em alguns produtos também há couro de peixe, que seriam descartados mas que são curtidos.
 
 As dificuldades do negócio criativo
Encontramos vários desafios: da composição de preços a compromisso e pontualidade dos fornecedores.  O principal desafio foi atender a demanda porque muitas pessoas querem a mesma peça, no entanto, não há padrão no artesanato. Falando sobre a realização de ser autônomo nessa área, tem seus dois lados: a satisfação de ter o próprio negócio é realmente o lado bom, sobretudo porque ganhamos o Prêmio Top Blog em 2009 e agora, somos finalistas do Prêmio Brasil Criativo, do Ministério da Cultura. 
artesanatobrasileiro1
Além desses, fomos convidados em 2012 para fazer um desfile de moda artesanal na região dos Jardins, em São Paulo, pelo Ecochic Day. A produção envolveu 10 criadores e 10 looks. A repercussão na mídia foi bem interessante com matérias destacando estas criações. No entanto, como ponto negativo, ressaltamos como é difícil gerir porque os conhecimentos de gestão muitas vezes não se adequam ao negócio do artesanato, que envolvem, no nosso caso peças únicas, exclusivas e com preços diferentes para cada peça.
Agora que a marca já é conhecida para você… Que tal visitar a loja e ver mais produtos? Clique aqui. Agradecemos a sua atenção e esperamos que também se encante!
bool(false)
Com antena ligada para novidades e tendências 7 dias por semana, paulistana vivendo em Ilhabela, é produtora de conteúdo criativo freelancer há seis anos, formada em Publicidade e Propaganda na ECA-USP, com especialidade em mídias digitais pela FGV. Autora do blog Colacorelinha , redatora do Blog do Elo7, gerenciadora de marcas na web e fã convicta de suculentas e sua força.

Veja mais posts deste autor.