Home | Gente que Inspira | Entrevista | Lojista em destaque: Camila Colnago, da Vendinha

Lojista em destaque: Camila Colnago, da Vendinha

vendinha_1

Olá! Sou a Camila Krohling Colnago, da loja Vendinha. Sou capixaba (Vitória/ ES) e moro na cidade de São Paulo.

O gosto por festa vem de família

Desde muito nova, minha mãe, que se formou em Belas Artes, já fazia trabalhos manuais. Assim, eu e minha irmã crescemos no meio de tesouras, papel, tecidos e cola, ajudando a minha mãe a preparar a decoração de nossas festas de aniversário, a encapar os cadernos da escola, a embrulhar os presentes de natal com requintes de detalhes, a escolher os tecidos pra decoração da casa… Acho que um dos grande incentivadores da minha escolha pela faculdade de Comunicação foi o bichinho criativo que sempre morou dentro de mim.

Acostumada a inventar presentes criativos para as amigas e a criar lembrancinhas diferentes para todas as comemorações, foi quando comecei a namorar meu marido e observar minha sogra fazendo grinaldas para noivas, prática de família que movimenta pedidos por todo país, percebi que o que pra mim era hobby tinha potencial para virar um negócio.

Da multinacional para o sonhado plano B

Na ocasião, eu, que sou publicitária, tenho especialização em Marketing, mestrado em Administração com área de concentração em Planejamento Estratégico e Marketing, estou terminando o doutorado em Comunicação (com tese focada no pequeno empreendedor, universo que estou imersa), sou professora de cursos de MBA e especializada em Comunicação e Marketing e sempre trabalhei com Comunicação Institucional em grandes empresas, estava cansada do ambiente das multinacionais e das grandes corporações.

Na época, mesmo ocupando uma posição de destaque em uma importante instituição, achei que estava na hora de colocar em prática meu plano B, considerando que eu pretendia, para o futuro, trabalhar com algo que me desse mais independência, mais flexibilidade e MUITO mais prazer e realização pessoal.

hobby

Em 2009, então, sem deixar meu emprego, criei, como atividade paralela, a Maria Lembrancinha, ateliê de criação e comercialização de produtos diferenciados e exclusivos, destinados a clientes de senso estético apurado que buscam originalidade na escolha de lembranças, brindes e presentes, para convidados ou clientes, em qualquer ocasião. Criada para fazer as pessoas felizes, pra marcar bem marcado aquelas datas especiais e pra tornar inesquecíveis os momentos memoráveis, a Maria Lembrancinha oferece aos clientes produtos 100% customizáveis para casamentos, aniversários, nascimentos, bodas de todos os tempos, batizados, chás de qualquer coisa e toda ocasião que mereça comemoração.

O negócio criativo se duplicou

Mas, como da cabeça de quem inventa montes de coisas pras pessoas entregarem a outras pessoas como forma de marcar um momento inesquecível, começaram a brotar ideias que não cabiam no business da lembrança. Como eu sempre adorei presentes, pra dar, pra receber, pra distribuir, pra ganhar e pra comprar, decidi que já estava na hora de oferecer a um público maior o acesso às outras coisas que eu inventava. Foi assim que, no ano seguinte, decidi criar a Vendinha, a loja de presentinhos da Maria Lembrancinha, pra que as pessoas pudessem levar pra sua casa, ou dar de presente pras pessoas de quem gostam, um pouquinho do que eu também gosto.

produtos_vendinha

Em função da demanda dos clientes, das mudanças do mercado e das adaptações estratégicas necessárias, atualmente a Vendinha tem um posicionamento um pouco diferente do início (quando eu somente vendia produtos não personalizados), e dentre os produtos disponíveis na loja, incluem-se também as lembrancinhas personalizadas.

Processo criativo

Há alguns meses me desliguei completamente do mundo corporativo e hoje me dedico exclusivamente ao ateliê e a dar aulas, que são as duas coisas que eu mais gosto de fazer no mundo! E por mais que não tenha uma técnica que una toda a linha de produtos, tenho estratégias para o processo criativo. Durante a produção, gosto de pensar nos materiais mais corriqueiros do dia-a-dia como matéria-prima para produtos criativos, como enfeites de porta de maternidade feitos a partir de bexigas ou de tornar, por exemplo, um macacão infantil em um lindo kit para registrar o primeiro ano de vida do bebê.

Para a rotina da marca, uma coisa que acho legal dizer é que, apesar de não ter feito nenhum curso específico em relação à técnica para manusear os produtos, toda a minha formação, originalmente do plano A, ajuda, e muito, na gestão do negócio, no planejamento de estratégias, na comunicação, posicionamento de marca e divulgação, e até mesmo no desenvolvimento de produtos.

O dia a dia de empreendedora

A produção foi a maior dificuldade no início do trabalho próprio e autônomo. No começo, eu fazia, sozinha, todas as peças, além de ser responsável pelo atendimento a clientes, por preparar orçamentos, por fazer pesquisas e compra de material, pela contabilidade. A única etapa que é terceirizada hoje é a produção. Continuo sendo responsável por todo o desenvolvimento de produtos, pela pesquisa e compra de materiais, pela gestão do negócio e pelo atendimento a clientes, etapa da qual eu não abro mão, porque acho que a proximidade com o cliente me traz insights, me permite ter uma visão do negócio mais abrangente e me ajuda a programar a produção e o dia-a-dia do ateliê.

vendinha_4

Eu trabalho de casa e tenho um ateliê nos fundos com todo material para as montagens, já quem cuida da produção, também trabalha de casa e em horários complementares ao trabalho fixo e principal. Para todos os envolvidos no desenvolvimento dos produtos, procuro estruturar um negócio social, que beneficie auto estima e crescimento de todos e não apenas a geração de lucro para marca.

Quanto à rotina de compromissos e tarefas, procuro tornar os horários  flexíveis e dar um jeitinho para organizar dias específicos para cada função de forma a fazer render ao máximo, como pesquisa por fornecedores, atendimento a clientes, compras.

 Os favoritos e suas histórias

Falando sobre os produtos mais queridos, tenho meus xodós, mas não dá para escolher um só. Morro de amores pelas marmitinhas, pelos chás, pelos monóculos e pelos lenços personalizados. A marmitinha criei e comecei a produzir há quase 10 anos atrás, como lembrancinha pra meu próprio aniversário.  Hoje em dia é um produto visto por aí em várias empresas e já muito divulgado.

vendinha_2

Mas também há produtos exclusivos, que são próprios das nossas marcas, entre eles, tenho o maior carinho pelos “Enamorados Engarrafados”, que são superdivertidos, as caixinhas “Credo-Cruz-Pé-De-Pato-Mangalô-3x” que fazem o maior sucesso, as moringas personalizadas, a “Mensagem da Cegonha” (acima), que tem a ver com um momento mágico para as pessoas e o recém lançado kit “12 meses de fermento pra mostrar meu crescimento”, que você vê na imagem logo abaixo.

Sonho que realiza outros

Pra mim, tudo isso é, definitivamente, a realização de um sonho, que virou realidade após anos de planejamento e muito trabalho. Fora isso, uma das coisas que eu acho mais sensacionais desse negócio, especificamente, é a chance de participar de momentos especiais das pessoas.

vendinha_4

Os produtos da Maria Lembrancinha/Vendinha marcam, de alguma maneira, ocasiões importantes, e viram parte da história de alegria das pessoas. Então, além de poder lidar o tempo inteiro com clientes que estão animados, felizes e excitados com uma comemoração que estar por vir, fazer parte das comemorações mais importantes de alguém não tem preço!

Em relação a favoritos no Elo7 , adoro os toys da Keka-Cola Toys, as lunch bags da Vanilla and Pepper, as toucas infantil da Philae Artes, os panos de prato da Carol W, os paper toys personalizados da Design to Go… Por tantas marcas queridas, é possível mesmo notar meu entusiasmo pelos pequenos negócios criativos, não?

Para conhecer meu universo e os vários produtos que a Vendinha tem criado com carinho, que tal nos fazer uma visita? Todos serão muito bem-vindos e recebidos!

bool(false)
Com antena ligada para novidades e tendências 7 dias por semana, paulistana vivendo em Ilhabela, é produtora de conteúdo criativo freelancer há seis anos, formada em Publicidade e Propaganda na ECA-USP, com especialidade em mídias digitais pela FGV. Autora do blog Colacorelinha , redatora do Blog do Elo7, gerenciadora de marcas na web e fã convicta de suculentas e sua força.

Veja mais posts deste autor.