Home | Negócio Criativo | Mundo Digital | Falar para a câmera: como perder o medo

Falar para a câmera: como perder o medo

Como perder o medo de falar para a câmera

Quando falamos em um post aqui no blog sobre Como Divulgar sua loja do Elo7 no YouTube (se ainda não leu veja aqui: Parte 01 e Parte 02), é natural pensar: mas eu sou tímida, tenho vergonha ou medo de falar para a câmera, por exemplo.

Por isso, neste post irei dar dicas sobre como perder o medo! Se você se encaixa nesse perfil, eu tenho uma boa notícia, você não está sozinho, aliás, a maioria das pessoas não são “íntimas” com uma câmera, e mesmo quem já domina a câmera, algum dia também já teve medo. Falo isso, para deixar claro que o desconforto na hora de gravar é natural e que não existe problema em ter medo, o problema é não enfrentá-lo. Ok Eder, mas como faço para enfrentar esse medo?

O primeiro passo é identificar a origem do medo. A câmera em si não representa nenhum problema e, na maioria dos casos, o verdadeiro medo é o de receber críticas. A verdade é que ninguém gosta de ser imperfeito e todos nós gostamos da aprovação dos outros e por isso, anteriormente, afirmei que todos nós, até mesmo um exímio apresentador, já sentiu um desconforto ao gravar.

Porém, o fato é que só existe uma forma de não ser criticado: não faça nada, não diga nada e não seja nada! Ou seja, é impossível agradar a todos e não ser criticado. Isso está relacionado ao ego e na preocupação de “o que as pessoas vão achar de mim”, mas isso só acontece quando nós nos colocamos no centro das atenções, enquanto que na realidade, o centro das atenções deve ser o conteúdo que você quer transmitir através de seu vídeo. E essa é uma grande sacada: tire o foco de você e coloque o foco na sua mensagem!

Quando faço um vídeo onde compartilho dicas que ajuda você a vender mais,  não me importo muito com a cor da minha camisa, se meu cabelo está arrumado, se o ambiente que estou gravando não é tão bonito, nada disso importa! O que importa é a dica, percebe? É claro, que devemos avaliar as críticas pois muitas delas nos ajudarão a nos tornar cada vez melhores naquilo que fazemos, mas procure não as levar para o lado pessoal. Veja um exemplo:

Você grava um vídeo de 3 minutos, explicando como funciona o processo de entrega de sua loja virtual no Elo7 e alguém vai lá e comenta que seu cabelo está feio. Essa pessoa, na verdade, não tem nada a agregar ou acrescentar. Então, não se sinta agredida, triste ou algo do tipo. Se você acha que dá para melhorar o cabelo no próximo e se isso tiver sentido, procure melhorar. Caso contrário, ignore ou leve na “esportiva”.

No próximo post irei compartilhar 3 dicas práticas para você aumentar a segurança ao falar para a câmera e como elaborar um mini roteiro. Se você gostaria de aprender um pouco mais sobre vídeos, acesse esse link e cadastre seu e-mail para receber dicas e informações sobre um curso sobre vídeos que lançarei em breve.

Deixe o seu comentário dizendo o que achou desse post ou suas dúvida sobre como falar para a câmera.

Grande abraço!

bool(false)
Eder Machado empreendedor digital, idealizador do ArtesCON e criador do blog Como Vender Artesanato. Seu blog e cursos têm ajudado vários criativos e artesãos a desenvolverem um negócio rentável através das artes manuais.

Veja mais posts deste autor.

2 comentários

  1. Muito interessante, o medo existe realmente, mas logo passa, não passa sozinho, é claro, o que ajuda muito é a pratica, o primeiro vídeo, ou melhor, os primeiros videos são mais tímidos, mas com o tempo vai se soltando, pode acreditar. Vou acompanhar e gostaria de dicas para montar o roteiro de vídeo sim.

    Seria perfeito também se fosse possível incluir vídeos na plataforma do Elo7.

    Muito bom pra mostrar melhor os detalhes do produto, explicar detalhes sobre o processo de confecção e também para gerar maior relacionamento com os clientes. Torço por este dia que o Elo7 libere o upload de vídeos : )

    • Exato Osvaldo! Logo passa…muitos acham que coragem é não ter medo. Na verdade quem é corajoso, também tem medo, a diferença é que vai em frente(que é a prática que vc falou) mesmo com medo.