Home | Negócio Criativo | Desenvolva seu Negócio | Gatilhos Mentais: Armas poderosas para vender seu artesanato (parte II)

Gatilhos Mentais: Armas poderosas para vender seu artesanato (parte II)

Gatilhos Mentais: Armas poderosas para vender seu artesanato (parte II)

No último post eu escrevi sobre uma poderosa ferramenta para te ajudar a impulsionar as vendas de seus produtos criativos, os gatilhos mentais, se você ainda não viu, é só clicar aqui. Neste post irei abordar mais três gatilhos que ajudarão seus clientes a tomar as decisões necessárias gastando o mínimo de energia possível e de forma a incentivar seu cliente a tomar uma decisão favorável a você.

Autoridade

Imagine esta situação: você não está se sentindo bem e vai a um hospital. Chegando lá, há duas pessoas paradas na porta, uma com roupa comum e outra com um jaleco branco. Quem você procura primeiro? Sem saber quem são essas pessoas, eu posso apostar que você procuraria aquela que está com jaleco branco. Isso porque ela passa a imagem de ser um profissional de saúde, alguém com autoridade para te ajudar. Ser uma autoridade em um determinado nicho, produto ou serviço não é fácil, mas não é nada que não possa ser alcançado. Para isso, basta investir na capacitação, além de ter um pouco de paciência e muita persistência.

Para ser uma autoridade em algum assunto você pode investir pesado na qualidade e na criação de produtos relevantes e acima de tudo agir como uma autoridade. Se você se mostrar confiante e seguro de que o seu produto vale a pena, além de conhecimento de alto nível sobre um determinado assunto, os clientes se sentirão mais tranquilos para fazer a compra.

Reciprocidade

O conceito de reciprocidade pode ser muito explorado para aumentar as vendas dos seus produtos artesanais. Funciona assim: se você oferece algo para um cliente em potencial, como um brinde, informação relevante ou uma ligação de feliz aniversário, ele se sente na obrigação de retribuir de alguma maneira, seja comprando o seu produto ou mesmo fazendo a indicação do seu site ou da sua loja a amigos e conhecidos.

Sempre que você faz algo em que o outro se sente agradecido, é gerado nele um sentimento de dívida. Quando a pessoa beneficiada tiver a oportunidade, pode ter certeza de que uma hora ou outra ela vai querer retribuir o benefício. Você alguma vez já ganhou uma amostra grátis de um produto no supermercado? Isso é a marca tentando ativar em você o gatilho da reciprocidade.

Por quê?

Esse conceito de gatilho está relacionado ao poder das perguntas. Quando solicitamos que alguém faça alguma coisa, como curtir uma página no Facebook ou cadastrar o e-mail no seu site, as chances desse pedido ser bem sucedido aumentam se você mostrar o motivo pelo qual ela deve fazer aquilo. Por exemplo, a sentença “veja produtos no nosso site” é um pedido que não carrega nenhuma justificativa. Mas no caso de “veja produtos no nosso site que são ótimas opções para presentar no Natal”, carrega uma justificativa, um motivo convincente para que a pessoa aja de acordo com a sua intenção.

Isso acontece, pois as pessoas simplesmente precisam de justificativas o tempo todo, mesmo para as coisas mais pequenas da vida. Então tente ser claro e justificar os seus pedidos de ação, e quanto mais verdadeiro e claro for o seu argumento, maiores serão as chances das pessoas depositarem confiança em você.

Conclusão

Para ter sucesso nas vendas com artesanato, aplique corretamente os conceitos dos gatilhos mentais, mas sempre tendo em mente que essa ação deve acontecer de forma consistente. Agindo assim você não estará pensando apenas no hoje, mas no seu negócio a longo prazo. Além disso, não se esqueça do lado ético do seu trabalho, e sempre entregue ao cliente aquilo que foi prometido.

Não prometa um artesanato em tecido e entregue um fabricado com outro material, pois assim você não estará cumprindo com o acordo e nem atendendo à expectativa do consumidor. Esse tipo de ocorrência pode gerar quebra de confiança e ainda trazer uma imagem negativa para o seu negócio.

Vale lembrar que você deve usar a persuasão a seu favor, de maneira positiva e verdadeira, sem enganar ou buscar apenas benefício próprio. Saber usar a persuasão em seu negócio é entender o que o seu público pensa e oferecer o que ele precisa, formando assim uma via de mão dupla entre você e o seu cliente. Agora, é só colocar em prática essas dicas preciosas para dar um novo impulso ao seu negócio com artesanato.

bool(false)
Fernando Oliveira é o criador do blog Revista Artesanato, um dos maiores sites de artesanato do Brasil e do portal de cursos online Artesanato.com. Hoje se dedica a criar cursos de capacitação para artesãos que querem transformar o seu hobby em um ótimo negócio.

Veja mais posts deste autor.

3 comentários

  1. Obrigado!! Adorei…

  2. Patricia Medeiros Brito

    Ótimo post!
    Estou comecando agora e estas informações me foram bastante úteis. Grata, Patrícia Brito

  3. magaly aparecida de lima

    Boas dicas, gostei muito !