Home | Negócio Criativo | Lu Gastal: “Mãe, diz que tu não vais viajar!?”

Lu Gastal: “Mãe, diz que tu não vais viajar!?”

lu gastal

Frase frequente lá em casa! Todo início de mês a caçula questiona e já levanta a sobrancelha esperando que a resposta seja negativa. “Viajarei sim, Lulu, mas estaremos pertinho mesmo de longe” – é a resposta de sempre. A mais velha fica quieta, e o beicinho já aumenta. Coração apertado, agenda cheia, checklist do que levarei na mala, é hora de ir: não dá pra olhar pra trás.

Dividir tarefas diárias entre família, negócio e compromissos diversos é cansativo, mas não impossível. Leitoras do blog Elo7 sabem que tenho “rodinha nos pés”. Da mesma forma que estou em Porto Alegre, cumpro agenda de compromissos em São Paulo e noutros Estados. Muitas vezes, com programações cansativas e intensas, é preciso acionar o botão da palavra organização, respirar fundo e seguir em frente!

Qual o segredo? Meu planejamento funciona da seguinte forma: ficarei “x” dias fora, pra isso será preciso deixar a loja impecável, produtos novos (sempre que possível), determinações específicas sobre as atividades da equipe.

Paralelamente: hora de organizar o que será levado, conforme o compromisso que será cumprido na viagem.

Paralelamente (parte II): deixar a casa abastecida, horários das crianças pré agendados (transporte, aulas extras), e aí o “plano B” entra com intensidade. Tenho uma super-querida-auxiliar que além das meninas, cuida de mim também. É a ela que delego a “tarefas de mãe” durante o período.

Em tempos de tecnologia à nossa disposição, minha maior preocupação é acompanhar o dia-a-dia de casa/meninas/negócios à distância, para me fazer presente mesmo longe. Imprevistos e outras decisões urgentes são realizadas quase que em tempo real, portanto, é o momento de colocar em prática disposição extra em uma jornada tripla de atividades. Esse acompanhamento reduz distâncias e ameniza a saudade. Quando possível levo uma das meninas comigo, mas esse ritual é exceção, pois elas também têm suas agendas de estudo.

Nada de saia justa, e pra quem trabalha com criatividade, dá pra encaixar ideias bacanas para suprir carências. Sou mãe super presente: quando estou em casa, estou de verdade! Aí rola um cuidado extra com diálogo, parceria, companhia. Num acerto mútuo, costumo estipular com as meninas “a hora do compromisso” para, depois, curtirmos a “hora de fazer nada”, e aí entra conversar, rir, passear, fazer nada. Até escutar o silencio é bom! É verdade que não consigo me fazer presente em todas as reuniões da escola, mas acompanho de pertíssimo tudo o que é discutido por lá, e confiança é a palavra de ordem lá em casa, formando uma excelente equação com orientação e atenção.

Fácil? Claro que não, mas o resultado sempre compensa! Não adianta dar as costas às dificuldades! Buscar caminhos alternativos é sempre a melhor maneira de conciliar as atividades!

Viajar é bom, sim, mas cansa! O trabalho acumula, a família quer carinho, mas a vida é assim, e ponto final. Bom mesmo é voltar pra casa e dormir na cama da gente! Trabalhar horas fora de casa idem, e por favor, meninas, nada de culpas!- estejam presentes sempre que possível, porém com intensidade – os filhos também podem respeitar nossas escolhas e caminhos paralelos!

E você? O que faz para organizar a rotina de casa com o seu negócio criativo? Conte pra mim nos comentários!

bool(false)

Sobre Lu Gastal

Mãe coruja, blogueira e dona do seu próprio negócio criativo, Lu Gastal não dá ponto sem nó. ↵↵Apaixonada por patchwork, quilting, tecidos coloridos e bonecas de pano, escreve um blog pessoal sobre todas as dores e delícias de empreender criativamente.↵↵

Veja mais posts deste autor.

13 comentários

  1. Lu , você tem razão , a palavra chave é ORGANIZAÇÃO para poder cumprir todas as nossas tarefas diárias como casa , filho , marido e nosso negócio …é uma loucura mas compensador quando fazemos o que gostamos ….e quando preciso viajar para comprar novos materiais , ir às feiras de artesanato, minha fofucha sempre fica triste porque vou viajar , mas faz parte …..
    Bjs
    Adri

  2. Lu , você tem razão , a palavra chave é ORGANIZAÇÃO para poder cumprir todas as nossas tarefas diárias como casa , filho , marido e nosso negócio …é uma loucura mas compensador quando fazemos o que gostamos ….e quando preciso viajar para comprar novos materiais , ir às feiras de artesanato, minha fofucha sempre fica triste porque vou viajar , mas faz parte …..
    Bjs
    Adri

  3. Lu , você tem razão , a palavra chave é ORGANIZAÇÃO para poder cumprir todas as nossas tarefas diárias como casa , filho , marido e nosso negócio …é uma loucura mas compensador quando fazemos o que gostamos ….e quando preciso viajar para comprar novos materiais , ir às feiras de artesanato, minha fofucha sempre fica triste porque vou viajar , mas faz parte …..
    Bjs
    Adri

  4. Giuliana de Angelo

    KKKKKKKKK…ai Lu (se assim vc me permite te chamar), me vi inclusa nessa…não viajo, mas saio pra dar aulas e também dou aulas em casa…daí preciso organizar horários, pedir pra não ser interrompida quando estou em casa…e pior não tenho secretária do lar e ainda ajudo meu marido em seu trabalho…organização realmente é a palavra chave!!!!! E sentir-se culpada é coisa de mãe, mas logo me recupero e até acho bom que as meninas aprendam que cada um tem suas atividades diárias e que sempre que possível vamos estar todos juntos seja pra uma viajem, uma ida ao shopping ou simplesmente pra um filminho com pipoca em casa mesmo…beijo, Giu.

  5. Giuliana de Angelo

    KKKKKKKKK…ai Lu (se assim vc me permite te chamar), me vi inclusa nessa…não viajo, mas saio pra dar aulas e também dou aulas em casa…daí preciso organizar horários, pedir pra não ser interrompida quando estou em casa…e pior não tenho secretária do lar e ainda ajudo meu marido em seu trabalho…organização realmente é a palavra chave!!!!! E sentir-se culpada é coisa de mãe, mas logo me recupero e até acho bom que as meninas aprendam que cada um tem suas atividades diárias e que sempre que possível vamos estar todos juntos seja pra uma viajem, uma ida ao shopping ou simplesmente pra um filminho com pipoca em casa mesmo…beijo, Giu.

  6. Giuliana de Angelo

    KKKKKKKKK…ai Lu (se assim vc me permite te chamar), me vi inclusa nessa…não viajo, mas saio pra dar aulas e também dou aulas em casa…daí preciso organizar horários, pedir pra não ser interrompida quando estou em casa…e pior não tenho secretária do lar e ainda ajudo meu marido em seu trabalho…organização realmente é a palavra chave!!!!! E sentir-se culpada é coisa de mãe, mas logo me recupero e até acho bom que as meninas aprendam que cada um tem suas atividades diárias e que sempre que possível vamos estar todos juntos seja pra uma viajem, uma ida ao shopping ou simplesmente pra um filminho com pipoca em casa mesmo…beijo, Giu.

  7. Nos dias de hoje nos viramos em mil, mas é compensador. Meu filho que mora no céu me dizia que queria sempre ter uma mãe arrumada, bonita , indo trabalhar e cuidando da vida. Meu filho mais novo (16 anos)adora me ver produzindo arte, seja qual for.O artesanato me ajudar a viver cada dia um pouco mais.beijos

  8. Nos dias de hoje nos viramos em mil, mas é compensador. Meu filho que mora no céu me dizia que queria sempre ter uma mãe arrumada, bonita , indo trabalhar e cuidando da vida. Meu filho mais novo (16 anos)adora me ver produzindo arte, seja qual for.O artesanato me ajudar a viver cada dia um pouco mais.beijos

  9. Nos dias de hoje nos viramos em mil, mas é compensador. Meu filho que mora no céu me dizia que queria sempre ter uma mãe arrumada, bonita , indo trabalhar e cuidando da vida. Meu filho mais novo (16 anos)adora me ver produzindo arte, seja qual for.O artesanato me ajudar a viver cada dia um pouco mais.beijos

  10. Eliane Luciano

    Olá! Eu trabalho fora e ainda tenho meu negócio criativo. Montei meu ateliê em um quartinho do meu apartamento e é uma delícia estar por lá. Mas além de trabalhar fora, ter meu negócio criativo ainda tenho minha casinha e meu marido para cuidar. Temos sim que ter energia extra para dar conta de tudo, e às vezes não damos conta!! Mas “vamo que vamo”.

  11. Eliane Luciano

    Olá! Eu trabalho fora e ainda tenho meu negócio criativo. Montei meu ateliê em um quartinho do meu apartamento e é uma delícia estar por lá. Mas além de trabalhar fora, ter meu negócio criativo ainda tenho minha casinha e meu marido para cuidar. Temos sim que ter energia extra para dar conta de tudo, e às vezes não damos conta!! Mas “vamo que vamo”.

  12. Eliane Luciano

    Olá! Eu trabalho fora e ainda tenho meu negócio criativo. Montei meu ateliê em um quartinho do meu apartamento e é uma delícia estar por lá. Mas além de trabalhar fora, ter meu negócio criativo ainda tenho minha casinha e meu marido para cuidar. Temos sim que ter energia extra para dar conta de tudo, e às vezes não damos conta!! Mas “vamo que vamo”.

  13. Eliane Luciano

    Olá! Eu trabalho fora e ainda tenho meu negócio criativo. Montei meu ateliê em um quartinho do meu apartamento e é uma delícia estar por lá. Mas além de trabalhar fora, ter meu negócio criativo ainda tenho minha casinha e meu marido para cuidar. Temos sim que ter energia extra para dar conta de tudo, e às vezes não damos conta!! Mas “vamo que vamo”.