Home | Negócio Criativo | Histórias de Sucesso | Prateleira infantil: oportunidade de negócio

Prateleira infantil: oportunidade de negócio

Hoje o bate-papo criativo é com a Ivanilza, mais conhecida como Iva. A artesã é quem comanda a loja Meu Bem Querer. No decorrer da conversa, Iva compartilha como surgiu seu negócio, bem como resolveu focar na produção de prateleira infantil, produto de maior saída em sua loja.

prateleira infantil

Vamos conhecer mais sobre sua história?

O surgimento de seu negócio criativo

“Como a loja surgiu? Bem, acredito todas as pessoas que gostam de trabalhar com as mãos de forma artística sabe que em algum momento é preciso esvaziar o acúmulo de objetos que se formam, bem como ganhar algum dinheiro com a produção.”

A ideia de produzir prateleira infantil

prateleira-infantil3

 

Certa vez, meu filho me indagou sobre o que daria de presente para a sobrinha (minha neta), sugeri prateleiras para livros que eu mesma executei usando dois materiais que adoro: madeira e tecido. Postei na loja e logo começaram as encomendas, então foquei no produto, planejando coleções e enfatizando a divulgação.

“Minhas melhores criações vêm de um desejo de surpreender ou resolver um problema de outra pessoa e meu processo de criação se dá por experimentação combinada com planejamento.”

prateleira infantil com tecido
“Me sinto motivada em ter meu próprio negócio!”

Um olhar para o futuro de seu negócio: aprendendo com os erros

“Minhas expectativas são muito boas, pois os resultados estão começando a aparecer e estou muito feliz com minhas produções. Tenho pouca experiência neste mercado, mas já cometi erros e acertos que podem ajudar.

No inicio fiz vários testes com diversos produtos na loja, produtos mais caros, mais baratos, para adultos, crianças, pet… Acredito que foi um processo necessário, pois de certo modo foi minha pesquisa de mercado. Porém acumulei alguns materiais que nesse momento não tem utilidade.”

prateleira-infantil2

“Para mudar isso, hoje em dia quando algum familiar querido ou amigo próximo me pede para fazer algo, se for relevante para a loja peço a ele (a) que compre o material necessário e eu não cobro a mão de obra.

Este procedimento no meu caso é bom, pois reduzo os custos da minha vitrine e trabalho no produto com uma afetividade agregada.

Tento também trabalhar com peças (fazer conjuntos, se for o caso) cujo frete não ultrapasse 15% do valor do produto. E divulgar sempre! Em todos os canais possíveis.”

+ Conheça mais histórias de empreendedorismo criativo

+ Veja conteúdos focados para lojistas Elo7

Agora que você já conhece a história da Iva, conheça mais também seus produtos! Além de prateleira infantil, há mais de cem produtos feitos à mão pela criativa!

bool(false)
Nutricionista de profissão e crafter de coração. Mãe da princesa Maria Alice. É boa de garfo, ama música e não resiste a um garimpo de decor. Cria os acessórios da Flor de Cris e da A Decoradeira. Sempre indecisa, na dúvida acaba levando os dois.

Veja mais posts deste autor.